“A linguagem é mal projetada para a comunicação, mas damos um jeito nela”.

Noam Chomsky, linguista norte-americano

sáb
31
jan
2015


Vereador Neguinho da Lagoa tem participação especial em programa da oposição

O vereador Neguinho da Lagoa (PMDB) -  ex-integrante da base aliada governista -participa neste sábado (31) do programa semanal ‘Agenda Positiva”, que vai ao ar das 13h às 14, na Rádio Princesa Isabel AM, ancorado por Ricardo Pereira, líder da oposição.

O parlamentar peemedebista formalizou nessa quarta-feira (28) seu rompimento com o prefeito de Princesa Isabel, Dominguinhos (PSDB), para ingressar no grupo liderado por Ricardo Pereira.

O programa,que vai ao ar ao vivo das 13h às 14h, pode ser acompanhado também pela internet no site da emissora (www.radioprincesa970.com)


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

O Destino Paraíba está se consolidando no mercado europeu e dados da Empresa Paraibana de Turismo (PBTur) apontam um crescimento de 121,44% no número de hóspedes estrangeiros registrados nos hotéis de João Pessoa no ano passado em relação a 2013. Da lista dos 10 principais destinos emissores de turistas para a capital paraibana, nove são da Europa, com destaque para os italianos, com incidência de 21,16% – no topo do ranking -, portugueses (9,53%), franceses (7,44%) e espanhóis (2,56%). Os Estados Unidos estão em segundo, com 16,98%.

Esse crescimento, segundo a presidente da PBTur, Ruth Avelino, reforça a importância da presença da Paraíba nos eventos internacionais, sobretudo, na Europa. As Feiras de Lisboa e Madrid têm sido importantes para divulgar os roteiros paraibanos e os resultados da presença desses turistas refletem o sucesso das ações. O Destino Paraíba está participando desde quarta-feira (28) da Feira Internacional de Madrid, Espanha, como co-expositora no stand da Embratur – Empresa Brasileira de Turismo. “É uma das mais importantes feiras de turismo do mundo e que reúne as melhores e maiores fornecedoras do segmento”, enfatiza a executiva.

No ano passado, em sua 34ª edição, a Fitur contou com 9.083 empresas expositoras, 120.231 profissionais e 97.549 consumidores, e a expectativa dos organizadores é de que a Feira apresente um crescimento este ano acima de 15%.

Ruth Avelino disse que o trabalho que vem sendo feito em parceria com a Embratur tem colocado a Paraíba em destaque no mercado internacional. No stand do Brasil na Fitur, além do Destino Paraíba, estão expondo roteiros outros 33 co-expositores as cidades de São Paulo (SP), Foz do Iguaçu (PR), Natal, Rio de Janeiro (Riotur) e Angra dos Reis (RJ), assim como os Estados de Pernambuco, Bahia, Sergipe, Rio de Janeiro e Amazonas.

Festival JPA - A executiva da PBTur ressalta ainda que, na edição deste ano, os organizadores do Festival do Turismo de João Pessoa estão presentes divulgando e fechando negócios para intensificar o processo de internacionalização do evento na capital paraibana. Cláudio Júnior, um dos diretores da empresa organizadora do Festival JPA, tem mantido contatos com fornecedores europeus e asiáticos e já fechou contrato, por exemplo, com uma grande rede de hotel e cassino do Panamá.

No espaço reservado para a PBTur no stand da Embratur, a paraibana Cintya Ferreira, que é turismóloga e que há vários anos vive na Espanha, foi contratada para atender ao público. Ela, juntamente com Cláudio Júnior, está distribuindo material institucional sobre a Paraíba e mantendo contatos com operadores e fornecedores para que insiram os roteiros nos catálogos a serem oferecidos aos seus clientes. “O turismo paraibano vive um momento excepcional e devemos manter a nossa presença para ampliar a presença de turistas estrangeiros entre nós”, pontua Ruth Avelino.

Secom-PB


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

Líder do PSDB, Cássio já mira na Petrobrás, direitos trabalhistas e juros
Cássio será oficializado no domingo, após eleição da Mesa no Senado

“Tudo o que foi prometido na campanha de Dilma está sendo feito ao contrário. Agora, nós enfrentamos um quadro extremamente preocupante de desgoverno. Um orgulho brasileiro, que é a Petrobras, está no fundo do poço, e não é poço de petróleo, é poço de lama. A economia está desacelerada. Os juros estão na estratosfera, enfrentamos a retirada de direitos trabalhistas e o aumento superior a 40% da energia elétrica, além das obras paralisadas”, apontou Cássio Cunha Lima, o novo líder da bancada tucana no Senado Federal.

O paraibano foi escolhido, na tarde desta sexta-feira (30), líder da bancada do PSDB no Senado. Ele terá a responsabilidade de liderar alguns dos pesos-pesados da política nacional, como Aécio Neves, Álvaro Dias, Aloysio Nunes, José Serra e Tasso Jereissati (ao todo são 11 senadores) na chamada “oposição responsável” ao Governo Federal.

A formalização de Cássio para liderar a bancada tucana se dará neste sábado durante almoço, e no domingo se dará a oficialização, após a eleição da Mesa Diretora do Senado. A indicação demonstra o poder de interlocução que Cássio estabeleceu entre os tucanos e a confiança do PSDB em delegar a ele a missão de vocalizar o posicionamento do maior partido da oposição em nível nacional.

Importância - A atividade exercida pelo líder é parte essencial do processo legislativo. Além de nortear a discussão e a votação de propostas, os líderes acumulam uma série de atribuições importantes, principalmente ligadas à articulação política e ao trabalho de unificação do discurso partidário.

Pelo Regimento Interno, cabe ao líder, durante as votações, expressar a opinião de quem ele representa: o partido, o bloco parlamentar, o governo ou a oposição. Ele também participa do colégio de líderes – órgão que, entre outras atribuições, define a pauta de votações do plenário. (O colegiado é formado pelos líderes da Maioria, da Minoria, dos partidos, dos blocos e do governo.)

No plenário, cabe ao líder orientar a bancada quanto ao voto; falar por sua bancada no período destinado às comunicações das lideranças; e inscrever integrantes da bancada no horário destinado às comunicações parlamentares. O líder pode solicitar, ainda, a votação em globo de destaques; a dispensa da discussão de matérias que tenham parecer favorável de todas as comissões; o adiamento da discussão e da votação de um projeto. Também é função do líder registrar candidatos para concorrer a cargos da Mesa Diretora.

ParlamentoPB


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

Foto: Pedro França / Agência Senado

Os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Luiz Henrique (PMDB-SC) devem disputar, no próximo domingo (1º), a Presidência do Senado para o biênio 2015-2016. Nesta sexta-feira (30), a bancada do PMDB formalizou o nome de Renan como escolha da maioria do partido. Luiz Henrique, no entanto, manteve a candidatura que ele já havia anunciado no início da semana.

A eleição da Mesa (que inclui ainda duas vice-presidências e quatro secretarias, além de vagas de suplentes) ocorrerá depois da posse dos 27 senadores eleitos em outubro passado.

Renan Calheiros, atual presidente do Senado, é apoiado por 14 dos 19 senadores que o PMDB terá a partir do dia 1º. Três outros membros da bancada aderiram à candidatura de Luiz Henrique.

Nesta sexta, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), afirmou que o partido, que terá a segunda maior bancada na Casa, deveria apoiar o candidato oficial do PMDB. Já Luiz Henrique anunciou o apoio de sete partidos. Muitas legendas, no entanto, não se manifestaram sobre a eleição.

De acordo com o art. 58, § 1º da Constituição, na composição da Mesa, "é assegurada, tanto quanto possível, a representação proporcional dos partidos ou dos blocos parlamentares que participam da respectiva Casa", o que, tradicionalmente, garante ao partido de maior bancada a indicação do presidente. No entanto, até o dia da eleição, outros senadores, independentemente de partido, podem apresentar candidatura. O presidente é escolhido por maioria simples, desde que estejam presentes pelo menos 41 senadores.

Agência Senado


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

adriano galdino gervásio maia

Os deputados estaduais reeleitos Adriano Galdino (PSB) e Gervásio Maia (PMDB), candidatos a presidência da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) para os biênios 2015/1016 e 2017/2018, respectivamente, se dizem tranquilos quanto a vitória na eleição que acontece no domingo (1). Eles dizem ter o apoio de 21 dos 36 deputados da ALPB, o suficiente para garantir a vitória.

“Construímos com o deputado Gervásio Maia um projeto de partilhamento do Poder e de maior participação dos deputados estaduais assegurando alternância no comando e presença dos parlamentares nas decisões da Assembléia Legislativa”, diz Galdino.

Já Gervásio Maia se disse entusiasmado com o compromisso dos 21 deputados em torno das duas candidaturas. “Estamos coesos e vacinados contra boatos e estórias sem futuro porque a coerência e o compromisso de todos nós com mudanças para melhor são mais fortes”, finalizou.

Paraíba Já


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

A previsão do tempo para o final de semana é de sol entre nuvens em quase todo o Estado. Neste  sábado (31), o tempo quente e seco vai deixar a umidade relativa do ar abaixo dos 30% no Cariri e Sertão, segundo levantamento do setor de Monitoramento e Hidrometria da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa).

Além da redução na umidade relativa do ar, que é a quantidade de água na forma de vapor na atmosfera, a previsão para o final de semana também indica altos níveis de radiação ultravioleta, alerta a meteorologista Carmem Becker.

“É importante ficar atento e evitar sair de casa entre uma e três horas da tarde. O calor é intenso, a radiação ultravioleta é alta e, no caso de quem mora no Sertão e Cariri, o tempo fica ainda mais seco. Nesse horário, a umidade deve ficar abaixo dos 30%, mas vai melhorando gradualmente quando o final da tarde for se aproximando”, explicou. De acordo com a escala da Organização Mundial de Saúde, níveis de umidade entre 12% e 20% são considerados estado de alerta e podem causar complicações alérgicas e respiratórias.

No Litoral, Brejo e Agreste o tempo também deve permanecer com sol entre algumas nuvens, com possibilidade de chuvas rápidas principalmente na faixa litorânea. Não há previsão de baixos índices de umidade relativa do ar. Confira as temperaturas esperadas em cada região:

Litoral
Sol entre algumas nuvens.
Max.: 31°CMin.: 25°C

Brejo
Sol entre algumas nuvens.
Max.: 29°CMin.: 21°C

Agreste
Sol entre algumas nuvens.
Max.: 31°CMin.:22°C

Cariri/Curimataú
Sol entre algumas nuvens.
Max.: 34°CMin.: 22°C

Sertão
Sol com variação de nuvens.
Max.: 36°CMin.: 23°C

Alto Sertão
Sol com variação de nuvens.
Max.: 35°CMin.: 22°C

Secom-PB


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

 

:

"Destruíram a nossa maior empresa e não tiveram sequer a capacidade de agora, reconhecendo os desvios, minimizar essas perdas. Infelizmente, o que o Brasil hoje está provando é o veneno, o fel de um governo que agiu irresponsavelmente ao longo de todos os últimos anos", atacou o senador, presidente do PSDB; Aécio Neves defendeu que "devemos centrar fileiras para já, imediatamente, nesta semana colhermos as assinaturas necessárias à recriação da CPMI da Petrobras, além de outras que estão sendo também cogitadas"; o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy, defendeu hoje a criação de quatro CPIs em 2015

247 – O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), afirmou nesta sexta-feira 30 que a Petrobras foi destruída e defendeu a criação imediata de uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de corrupção contra a estatal.

"Do ponto de vista das denúncias sucessivas, das denúncias que não cessam de irregularidades de corrupção no governo, devemos centrar fileiras para já, imediatamente, nesta semana colhermos as assinaturas necessárias à recriação da CPMI da Petrobras, além de outras que estão sendo também cogitadas".

Mais cedo, o líder do PSDB na Câmara, deputado Antonio Imbassahy (BA), defendeu a criação de quatro CPIs em 2015. Além da Petrobras, o tucano ressaltou que é preciso investigar o setor elétrico – os apagões recentes e o aumento das tarifas – os bancos públicos e os fundos de pensões.

Questionado sobre os impactos que a investigação Lava Jato vem causando nos investimentos da petroleira, Aécio disse ser "uma vergonha". "Destruíram a nossa maior empresa e não tiveram sequer a capacidade de agora, reconhecendo os desvios, minimizar essas perdas. Hoje, a perda de grau de investimento feita pela Moody’s é uma sinalização clara de como o mundo vê o Brasil e não é só a Petrobras".

O senador prosseguiu: "Infelizmente, o que o Brasil hoje está provando é o veneno, o fel de um governo que agiu irresponsavelmente ao longo de todos os últimos anos. Tudo que denunciamos durante a campanha eleitoral hoje aparece para a população brasileira de forma absolutamente cristalina (…). Portanto, cada vez mais vai ficando claro que quem venceu as eleições foi a mentira".

Brasil 247


  Compartilhe por aí:      Comente

sáb
31
jan
2015

Aliado durante praticamente 95% do tempo do primeiro mandato do governador Ricardo Coutinho (PSB) na Paraíba, o ex-vice governador e deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) deixou uma porta aberta para uma futura reaproximação com o socialismo no estado.

Gouveia que tem se mostrado um homem de diálogo salientou que a campanhapassou e que não fará uma oposição raivosa ao governador e aproveitou para destacar que não será obstáculo para a nova gestão.

"Eu não tenho restrição. Mas, eu não vou procurá-lo. De toda forma, não serei mesquinho de fazer oposição sistemática nem raivosa. Se ele quiser conversar, eu não me recuso. O PSD fará uma oposição responsável ao Governo", enumerou o ‘gordinho’ salientando que não tem nada contra o governador.

Rômulo aproveitou para liberar a bancada do PSD sobre a sucessão da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa agendada para este domingo, 1.
“Os deputados estaduais é que decidem. Eu não tenho qualquer ingerência neste assunto", frisou.

OUTRO LADO: Já o presidente do diretório municipal do PSB de Campina Grande, Fábio Maia, descartou qualquer possibilidade de reaproximação do deputado e ex-vice-governador Rômulo Gouveia (PSD) com o governador Ricardo Coutinho (PSB).

Fábio Maia disse que a postura do PSD com o PSB foi extremamente deselegante nas ultimas eleições, rompendo a aliança no período das convenções.
“O PSD fez uma ruptura com a gente em cima da hora. Acho que é difícil, por que não fomos nós que nos afastamos”, frisou.

PBAgora


  Compartilhe por aí:      Comente

Página 1 de 9281234-102030-Última