“A linguagem é mal projetada para a comunicação, mas damos um jeito nela”.

Noam Chomsky, linguista norte-americano

dom
01
mar
2015

2015-02-27 19.24.23
Um internauta registrou o problema na sexta-feira, às 19h26, quando faltou dinheiro no único terminal disponível, e enviou para o e-mail do Blog

Em Princesa Isabel, a falta de dinheiro nos caixas eletrônicos da agência do Banco do Brasil é um problema frequente. A situação piora quando é feriado (sábado e domingo) e há pagamento de salário de servidores públicos das diversas esferas.

Na sexta (27), dia de pagamento do servidor estadual, apenas um terminal dispunha de dinheiro, que faltou no início da noite e se prolongou até ontem (28).

O presidente da Câmara de dirigentes Lojistas (CDL) de Princesa Isabel, Neto Caçula, disse neste domingo (1º) que já reclamou inúmeras vezes sobre o problema e, até agora, nada foi resolvido.

“Já tivemos reunião com a gerência para tratar do assunto, que prometeu solucionar o caso, mas o problema continua, constantemente, gerando prejuízos e constrangimentos para correntistas e comércio em geral”, afirmou.

Neto anunciou que, ontem mesmo, em nome da CDL, formalizou reclamação na Ouvidoria do Banco Central, no site da instituição, relatando a situação e cobrando providências.


  Compartilhe por aí:      Comente

dom
01
mar
2015

Choveu ontem (28) em alguns municípios da região. Foram precipitações fracas, cujos índices serão conhecidos amanhã. As pancadas de chuva, no entanto, estavam carregadas de raios e trovões.

Para este domingo (1º), a previsão aponta muitas nuvens com curtos períodos de sol e chance (90%) de pancadas de chuva com trovoadas em Manaíra. Já para Princesa Isabel, Juru, Tavares, Água Branca e São José de Princesa, há variação de nuvens com pequena possibilidade (30%) de chuva, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

Na maioria dos municípios, a temperatura máxima prevista é de 32°C, e a mínima, de 19°C.

Abaixo, a previsão do CPTEC para a região Nordeste:

No litoral da BA: nublado com possibilidade de chuva. No sul da BA: pancadas de chuva a partir da tarde. No oeste da BA e sul do PI e do MA e entre o leste do CE e norte do MA: possibilidade de pancadas de chuva. Entre o litoral de PE e do RN: sol entre nebulosidade variável. Nas demais áreas da BA, sudeste do PI, demais áreas de PE, em SE e em AL: sol e poucas nuvens. Nas demais áreas da região: possibilidade de chuva. Temperatura estável. Temperatura máxima: 35°C no nordeste da BA. Temperatura mínima: 19°C no interior da BA.


  Compartilhe por aí:      Comente

dom
01
mar
2015

Por José Romero Araújo Cardoso*

O envio de tropas da Polícia Militar do Estado da Paraíba intuindo garantir o bom encaminhamento das eleições marcadas para o dia 28 de fevereiro de 1930 assinalou o início da guerra de Princesa.

Contingente comandado pelo Tenente Ascendino Feitosa tinha destino certo, a Vila de Teixeira, situada em área montanhosa, assim como Princesa e circunvizinhança.  O comandante do pelotão militar tinha queixas particulares contra a família que detinha a hegemonia naquela povoação perdida nos confins do sertão.

Em uma briga, Silveira Dantas havia levado vantagem sobre Ascendino Feitosa. Irado e desmoralizado, o militar havia jurado vingança, a qual estava para se concretizar com a decisão do Presidente João Pessoa em fazer valer sua autoridade como chefe do executivo paraibano.

A família Dantas fora pega de surpresa. Logo estavam encarceradas pessoas de destaque na região.  A cadeia de Teixeira nunca havia recebido gente tão importante e bem situadas na hierarquia da sociedade sertaneja agropastoril.

Ameaças veladas eram feitas constantemente, mas que não tinham ressonância na medida exata como Ascendino Feitosa pretendia, pois àquela gente estava acostumada com o clima tenso que marcou indelevelmente o sertão daquelas eras turbulentas.

O comandante militar se dirigia aos presos ameaçando-os initerruptamente de sangrá-los. “Hoje bebo o sangue dos Dantas!”, bradava Ascendino Feitosa, futuramente o responsável pelas execuções de João Dantas e Augusto Caldas na Penitenciária do Recife, em razão do assassinato do Presidente João Pessoa.

Dona Cota respondia em tom de deboche: “Bebe, desgraçado, só assim terás sangue bom nessas suas veias sujas!”.

Não tardou para que o “Coronel” José Pereira Lima soubesse dos acontecimentos com os importantes aliados na Vila do Teixeira. A decisão de libertar os Dantas logo foi posta em prática.

Encourados, vestindo gibões, com chapéus de couro quebrados na testa, perfazendo a mais pura essência da estética sertaneja, quinhentos homens foram despachados por Zé Pereira para a Vila do Teixeira.

Comandava-os dois importantes cabos-de-guerra do “Coronel” Zé Pereira. Luiz do Triângulo ou Luiz da Cacimba Nova, e Lindu estavam na vanguarda do pelotão do exército do futuro Território Livre de Princesa.

Aboiando e empunhando rifles winchester calibre 44, mandaram o recado para Ascendino Feitosa e sua tropa. Se não soltassem os Dantas imediatamente iriam morrer no cipó-de-boi, sem escapar um só.

Aflita e completamente desnorteada, a tropa e seu comandante fugiram em direção ao Estado de Pernambuco.

A família Dantas foi solta e colocada em local seguro. Como prova de reconhecimento ao gesto heroico, Ariano Suassuna imortalizou Luiz do Triângulo no Romance da Pedra do Reino, concedendo-lhe título de nobreza.

Dessa forma se consumava o primeiro episódio da guerra de Princesa, cuja declaração efetivava-se em 28 de fevereiro de 1930, quando, a partir daí, intensificavam-se os combates cruentos entre as tropas militares do governo do Estado da Paraíba e o verdadeiro exército arregimentado pelo “Coronel” José Pereira Lima.

*José Romero Araújo Cardoso. Geógrafo. Escritor. Professor-Adjunto do Departamento de Geografia da Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte.


  Compartilhe por aí:      Comente

dom
01
mar
2015

O PTB na Paraíba está querendo crescer. O presidente do partido na Paraíba, Wilson Santiago, quer lançar candidatura própria do partido em João Pessoa nas próximas eleições municipais. Outras cidades da Paraíba, segundo Santiago, também estão no alvo do partido para promover seu crescimento.

“E onde não for possível lançar candidatos próprios vamos  lutar para participar das alianças, participando das chapas majoritárias ou não”, explicou o presidente da legenda.

Santiago entende que a expansão só é possível por este meio, promovendo nomes fortes para disputas municipais.

“Queremos expandir o partido e só se expande o partido com lançamento de candidaturas a prefeitos, vereadores, vice-prefeitos, ou participando do processo eleitoral, que é assim que o partido se expande, cresce e contribui com a democracia”, disse.

PTB independente – Sobre a atuação do partido na Assembleia Legislativa e com relação à política estadual,  o presidente disse que uma reunião da Executiva Estadual está marcada para definir que postura o PTB, se será de oposição ou situação. A preferência de Santiago é por uma atuação independente, tanto na política estadual quanto na Assembleia Legislativa. O único deputado do PTB na Casa é Doda de Tião, que apoiou Ricardo Coutinho durante as eleições do ano passado.

“Todo partido políico tem que ter independência. Seq ueremos crescer, desenvolver o nosso estado, temos de exercer um papel obrigatório que qualquer partido tem que é o de contribuir com a democracia, com o desenvolvimento do estado e como bem estar da própria população”, explicou.

Ele exemplificou sua fala dizendo que projetos devem ser aprovados ou não independentemente da posição do governo em relação a eles.

“Se o projeto é de interesse do governo mas de interesse da população, é obrigação dos partidos aprovar este projeto. Se o projeto é danoso, é obrigação dos partidos e da classe política rejeitar. Então não existe nesse instante nem governo e nem oposição. Existe independência partidária para representar a vontade do povo paraibano e do povo brasileiro”, concluiu.

Paraiba.com.br


  Compartilhe por aí:      Comente

dom
01
mar
2015

Bonde do Pão de Açúcar

Fundada em 1º de março de 1565 por Estácio de Sá, a cidade do Rio de Janeiro completa neste domingo 450 anos de história. Um dos principais destinos turísticos do Brasil, o Rio de Janeiro, também conhecida como “Cidade Maravilhosa”, ganhou fama internacional por suas belas paisagens, povo acolhedor e patrimônio cultural de grande valor. É a segunda cidade mais populosa do país, só perdendo para São Paulo.

O litoral de praias intercaladas por montanhas é um cartão-postal natural. A praia é o espaço mais democrático de uma cidade de contradições. É nessas areias que cariocas de todas as idades e classes sociais, turistas brasileiros e milhares de estrangeiros convivem durante todo o ano.

Viver no Rio é estar onde a economia gira, é estar próximo ao mundo das celebridades, dos esportes, da produção cultural, dos megaeventos. Viver no Rio também é estar numa das cidades com níveis de violência assustadores, com elevado número de moradores de rua, com horas e horas perdidas no trânsito e no transporte público lotado.

É esse Rio de Janeiro de tantas faces que é tão amado por seu povo e eternizado em poesias e na música por tantos artistas. O Rio da boemia da Lapa, dos sambas dos morros, da Bossa Nova, do roque da Zona Sul, do funk e de tantos outros ritmos. O Rio do futebol, do carnaval, das shows musicais, dos Jogos 2016. O Rio da Ladeira da Misericórdia, do Museu Histórico Nacional, do Jardim Botânico, da Praça XV e do Paço Imperial.

A importância histórica do Rio remonta ao período imperial, pois foi a única cidade fora da Europa a sediar um império europeu. Já na República, o Rio foi capital federal até 1960. Confira algumas imagens do Rio antigo e do Rio atual.

Ipanema

Eternizada por Vinícius de Moraes na música Garota de Ipanema, a Praia de Ipanema tornou-se mundialmente conhecida. Como um dos pontos turísticos mais conhecidos, a região passou por um processo de urbanização na beira-mar com a construção de prédios e hoteis. 

 

Teatro Municipal

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro foi inaugurado no dia 14 de julho de 1909. A imagem atual é do prédio reformado, que foi reaberto em 27 de maio de 2010, após dezoito meses fechado para as obras. A Cinelândia, ou Praça Floriano, em frente ao Theatro Municipal e à Câmara Municipal, é palco de grandes manifestações populares, como o comício das Diretas Já, em 1984.

 

Copacabana

A Praia de Copacabana é uma das mais famosas do Rio de Janeiro. O calçadão tem o traçado feito com base do desenho da Praça do Rocio, em Lisboa. Foi construído em 1906. Ao final da praia está o Forte de Copacabana.

Agência Brasil


  Compartilhe por aí:      Comente

dom
01
mar
2015

Em reunião realizada na tarde da última segunda-feira,  os deputados da oposição escolheram o deputado Renato Gadelha (PSC) como o novo líder do bloco na Assembleia Legislativa da Paraíba. Entretanto, mesmo fazendo parte do mesmo bloco, os parlamentares devem ter uma postura diferenciada.

O deputado Janduhy Carneiro (PT) defende o posicionamento de uma oposição propositiva ao Governo do Estado. Em entrevista a imprensa, ele disse que não terá problema em aprovar projetos do governo, desde que sejam de interesse da população.

– Continuamos com o mesmo propósito de trabalhar pela Paraíba em uma oposição construtiva, por tudo aquilo que é pelo bem do Estado. Não temos o menor problema de aprovar projetos vindos da situação, mas se as propostas que chegarem à casa forem prejudicar a Paraíba não podemos aprová-las – ponderou.
O parlamentar apontou independência como marca do trabalho que a bancada que integra pretende realizar.

Por outro lado, os deputados tucanos ligados politicamente ao senador Cássio Cunha Lima (PSDB), devem ter uma postura mais rigorosa dificultando a vida governador Ricardo Coutinho na Casa.

O deputado estadual Tovar Correia revelou que o bloco vai realizar outra reunião para aprofundar as estratégias de atuação na ALPB. Ele defendeu o nome de Renato Gadelha para liderar o bloco, mas deixou claro que a oposição precisa de experiência parlamentar.

– Tivemos uma reunião com oito deputados, mas devemos ser dezesseis. Decidimos que nosso líder é Renato Gadelha, mas vamos fazer outra reunião para sermos justos com os que não estavam lá. Defendo a escolha por Renato e tenho essa ponderação, nós precisamos de experiência parlamentar – avaliou. O deputado estadual da oposição na Assembleia, Bruno Cunha Lima (PSDB), voltoua defender que a liderança da bancada seja revezada e ocupada por parlamentares diferentes a cada ano.

Ele afirmou que a bancada oposicionista ainda vai se reunir para definir a posição, mas ressaltou que a ideia é manter o direito de que todos liderem.

- Temos quatro anos para as oposições, caso a Justiça Eleitoral não julgue as AIJES em tempo oportuno. Defendo o revezamento e que cada líder ocupe essa posição por um ano – declarou o deputado.

PBAgora


  Compartilhe por aí:      Comente

dom
01
mar
2015

O Ministério da Justiça buscará, por meio de cooperação internacional com a Suíça, ter acesso aos documentos e dados do caso conhecido como SwissLeaks. De acordo com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, a investigação – determinada anteontem (27) pelo ministério à Polícia Federal (PF) – também se utilizará de dados já em posse da Receita Federal, e dos divulgados pela imprensa.

“O ponto de partida das investigações será, obviamente, aquilo que foi noticiado pela imprensa, e o material que hoje a Receita Federal já possui. É claro que nós buscaremos, através dos órgãos do Ministério da Justiça, uma colaboração internacional com o governo suíço, dentro daquilo que nós já temos de tratados estabelecidos, para que possamos, trazendo os documentos do estrangeiro, instrumentalizar os inquéritos que serão colocados em apuração”, disse em entrevista ontem (28).

De acordo com o ministro, a decisão de investigar o caso ocorreu após reunião de sua pasta com a Receita Federal. “Exatamente por força de tudo aquilo que vem sendo noticiado pela imprensa, relativamenteàas contas de pessoas brasileiras em um banco suíço, que qualificariam a possibilidade de ilícitos, decidimos determinar à Polícia Federal que abra inquérito para apurar a eventual ocorrência de crimes nesses casos”, disse.

No dia 9 deste mês, o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação divulgou documentos confidenciais sobre o ramo suíço do banco britânico HSBC, que revelam supostos esquemas de evasão fiscal. Na Receita Federal está em andamento uma investigação de brasileiros com indícios de movimentação financeira no Banco HSBC na Suíça, com base em lista divulgada pelo consórcio. Entre os correntistas envolvidos estão 8,7 mil brasileiros – o que não quer dizer que todos tenham praticado irregularidades.

A íntegra da lista com os nomes ainda não é conhecida.

“Há indícios de irregularidades de pessoas que teriam contas no exterior e que obviamente não estariam devidamente adequadas aquilo que a legislação brasileira oferece. São indícios, não podemos ter juízo de culpabilidade e nem pré julgar”, destacou. No entanto, Cardozo, ressaltou que podem ter sido cometidos crimes contra a ordem tributária e lavagem de dinheiro.

EBC


  Compartilhe por aí:      Comente

Página 1 de 1.0951234-102030-Última