ter
18
fev
2020

Luciano Mariz Maia-Foto da Agência Senado

O subprocurador-geral da República, Luciano Mariz Maia, criticou, nesta segunda-feira (17), o vazamento seletivo de informações de investigações para parte da imprensa. As declarações foram repercutidas durante entrevista ao programa Frente a Frente, apresentado pelo jornalista Luís Tôrres, na TV Arapuan.

Segundo Mariz Maia, o vazamento de informações é algo desagradável, que angustia. Ele lembrou que esse procedimento devia ser combatido pelas autoridades do judiciário, principalmente com a abertura de investigações para identificar de onde partiu. “A delação é a versão de alguém confessadamente delinquente que, para diminuir sua pena, atribui a outro a prática de um crime”, ressaltou.

Ele lembrou que as delações devem vir embasadas por um suporte que lhe dê credibilidade, como por exemplo, documentos, gravações e outros instrumentos de prova.

Avanços da Constituição

O subprocurador também comentou os avanços alcançados com o advento da atual constituição e lembrou que apesar das dificuldades, o país possui um dos sistemas de saúde mais abrangentes do mundo. “A nossa constituição transformou o Brasil”, destacou.

Paraiba.com.br


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br