sáb
23
maio
2020

videogame_terapia de crianças_Hospital de Trauma de João Pessoa

O videogame é um dos passatempos preferidos pela garotada, e por isso agora ele está sendo utilizado de forma terapêutica no Complexo Pediátrico do Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Os games estão sendo usados pela terapeuta ocupacional e psicopedagoga da instituição na brinquedoteca e estão fazendo o maior sucesso com as crianças, principalmente os meninos. 

Para terapeuta ocupacional da unidade de saúde, Daniele Souza, o “brincar” com os games significa trabalhar postura, concentração, memória e atenção. “Desde que começamos, percebemos que foram momentos muito significativos, em que vimos meninos tristes abrirem largos sorrisos e interagirem conosco por se sentirem acolhidos. Não tenho dúvidas que contribuirá para rápida recuperação desses pacientes”, frisou.

O estudante de 11 anos, que está internado na unidade hospitalar se recuperando de uma cirurgia, estava ansioso para ir a brinquedoteca jogar videogame. “Os dias aqui parecem muito longos, isso vai nos deixando desanimados. Sinto saudades da minha casa, mas hoje me senti como se estivesse nela. Muito obrigado, gostei muito desse momento, até a tristeza passou. E quando voltar para casa, vou doar alguns jogos para outras crianças”, salientou.

Ainda de acordo com Daniele, alguns estudos apontam ganhos com a utilização dos games, a melhoria na aptidão física, perda de peso e desenvolvimento do aspecto motivacional. “Acrescente também à lista, o fato dos jogos ajudarem no equilíbrio, coordenação, resistência e força corporal. Como bônus, os pacientes ainda têm acesso a atividades lúdicas e prazerosas”, ressaltou.

A coordenadora da psicologia, Maria Alice Vieira, acredita que a utilização dos games na brinquedoteca é um excelente recurso terapêutico. “A brincadeira é fundamental para a criança, pois é o modo como ela se apropria do mundo. Ao brincar, a criança passa a compreender sua cultura e seus valores. Os games apresentam uma rápida sucessão de estímulos visuais e auditivos, além de trabalhar a percepção visual espacial e as funções executivas, bem como a melhoria dos processos adicionais”, explicou.

A chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Hospital, Rafaela Carvalho, lembrou que a brinquedoteca está seguindo todos os procedimentos preconizados pela Secretaria de Estado da Saúde, em meio a pandemia do coronavírus. “A terapia com os games está acontecendo, mas de forma cautelosa e criteriosa. As crianças participam do momento lúdico em horários diferentes, por enfermaria, e todo material utilizado é devidamente higienizado após contato”, finalizou.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br