sáb
30
maio
2020

Campinenses quebraram o isolamento e estão se expondo ao risco de contágio do coronavírus

aglomeração_comércio de Campina Grande

As imagens vêm sendo chocantes e inacreditáveis em tempo de pandemia. Na véspera do feriadão antecipado de Campina Grande, por conta do avanço do Covid-19, uma multidão invadiu as ruas da cidade, e formou longas e intermináveis filas em frente a alguns supermercados da Rainha da Borborema. Diante do crescente número de casos de Covid-19, o assessor de comunicação da Secretaria de Saúde do Município de Campina Grande, Aldair Rodrigues, auxiliar direto do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSD), admitiu o erro na estratégia da gestão que antecipou, através de decreto, os feriados de Corpus Christi, São João e Fundação da Paraíba.

De acordo com dados a atualização do Boletim Epidemiológico revela que em Campina Grande até este sábado (30) já há registros de 1413 casos de pessoas com a doença. O assessor de comunicação da Secretaria de Saúde do Município de Campina Grande, Aldair Rodrigues, relatou que a situação causou medo para aqueles que levam a sério o isolamento social.

“Foi uma aglomeração que de fato causou um pouco de medo. Não sei o que se passa na cabeça das pessoas mas elas não têm ciência do risco que estão correndo e que fazem outras pessoas correrem se expondo dessa maneira. A gente sabe que em véspera de feriado as pessoas costumam ir às compras estocar certos tipos de alimentos, carne e bebida para fazer comemoração, foi basicamente isso que a gente viu em Campina Grande. Os serviços essenciais vão continuar funcionando nos próximos dias, tanto supermercados que vão funcionar em horário especial, mas vão continuar funcionando, como postos de combustíveis, as farmácias também. Mas as pessoas não se informam da maneira correta e acabam se expondo dessa maneira”, disse o assessor de Romero.

Câmeras de monitoramento da Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) registraram um grande número de pessoas nas principais vias, gerando aglomerações, principalmente nos supermercados. O trânsito na cidade também estava caótico. Os campinenses quebraram o isolamento e estão se expondo ao risco de contágio do coronavírus. Não se via como mostram as imagens agentes da PMCG, via STTP, Semas, Saúde, orientando as pessoas a não se aglomerarem nestes locais.

Em um total descumprimento as medidas de isolamento social recomendadas pelas autoridades sanitárias e epidemiológicas, os campinenses, saíram de casa e se dirigiram até alguns supermercados com medo de desabastecimento durante o feriadão. Em um supermercado na Avenida Floriano Peixoto, a fila foi quilométrica e chegou a dar volta em outra rua. Além de ignorar o avanço dos casos de Covid-19 na cidade, e desrespeitar as medidas de isolamento domiciliar, as muitas pessoas ainda não obedeceram a distância de 2 metros uma da outra como forma de evitar o contágio do vírus.

Paraíba Já


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br