seg
29
jun
2020

Fundação Casa de José Américo

A Fundação Casa de José Américo (FCJA) realiza, nesta terça-feira (30), a sexta semana do  ciclo de debates "História Cultural da Paraíba – Diálogos Presentes", apresentado por meio do canal oficial da instituição na plataforma YouTube, todas as terças e quintas-feiras, a partir das 9h30.

Para amanhã  está programado o painel "Saberes e fazeres populares: o artesanato paraibano", por Marielza Targino e  Ângelo Rafael. Na quinta-feira (2) "Saberes e fazeres populares: literatura de cordel e tradição oral", com Karin Picado e Nelson Barbosa de Araújo. Ambos mediados pela professora Lúcia Guerra.

Sétima semana – No dia 7 de julho, "Arte em tempos de pandemia e pesquisa em/sobre artes visuais na Paraíba", com Chico Pereira, Flávio Tavares e Robson Xavier da Costa. No dia 9, o tema será "Literatura: escritores, movimentos e redes de sociabilidade", com Linaldo Guedes e Bruno Gaudêncio.

Avaliação dos mediadores – A professora Lúcia Guerra revelou que coordenar o Ciclo de Debates tem se constituído em grande responsabilidade, mas também em muita gratificação. Ela destacou que o processo de planejamento, com a seleção das temáticas, na perspectiva da cultura, com suas diversas expressões e das artes, nas suas diversas linguagens, com a contribuição das pessoas convidadas fazendo os ajustes nas abordagens, resultaram na programação de excelente qualidade.

“Avalio o impacto pela importância e pertinência dos temas, colocando a cultura paraibana – a sua história e a sua atualidade – na pauta do dia, a partir da contribuição de estudiosos, artistas e produtores culturais, que conseguiram motivar o diálogo desejado com a interação do público internauta, complementando informações e apresentando questões que só enriqueceram os debates”, ressalta a coordenadora do projeto virtual.

Ao fazer uma retrospectiva, o mediador professor Carmélio Reynaldo também destacou a importância do evento. “Já foram dez encontros abordando aspectos da cultura paraibana. Discutimos a história, as minorias, a comunicação, as artes, e tudo isso está gravado e disponível para consulta sem qualquer limitação de acesso no canal de YouTube da Fundação Casa de José Américo”, detalha.

Segundo ele, o formato de realizar os diálogos através da internet, disponibilizando um chat concilia a dinâmica de um encontro presencial com a amplitude de alcance ilimitado proporcionado pela transmissão em rede.

“Se já é gratificante constatar na plateia virtual a presença de pessoas de outros estados, essa satisfação é amplificada com a participação de muita gente do interior da Paraíba”, finalizou.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br