sex
28
ago
2020

bolsonaro e salles

A medida do Ministério do Meio Ambiente, que pode resultar no aumento da degradação ambiental na Amazônia e no Pantanal, entra em vigor a partir de segunda-feira (31). Paralisação das atividades foi anunciada após bloqueio de R$ 60,6 milhões em recursos do Orçamento para o Ibama e o ICMBio.

247 – O Ministério do Meio Ambiente, comandado por Ricardo Salles, anunciou nesta sexta-feira, (28) a suspensão de todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia e às queimadas no Pantanal. A medida entra em vigor na próxima segunda-feira, 31.

Em nota divulgada à imprensa, o Ministério do Meio Ambiente afirmou que, em relação ao combate ao desmatamento ilegal na Amazônia, serão suspensas as atividades de 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros do Ibama, e 324 fiscais do ICMBio.

Já em relação às queimadas, serão desativados os trabalhos de 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros do Ibama, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor do ICMBio.

O ministério justificou a paralisação das atividades, que poderão resultar no aumento do desmatamento na Amazônia e do incêndios na região do Pantanal, a um bloqueio financeiro de R$ 60,6 milhões determinado pela Secretaria de Orçamento Federal em verbas do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).

Leia na íntegra a nota do Ministério do Meio Ambiente:

O Ministério do Meio Ambiente informa que em razão do bloqueio financeiro efetivado pela SOF – Secretaria de Orçamento Federal na data de hoje, da ordem de R$ 20.972.195,00 em verbas do IBAMA e R$ 39.787.964,00 em verbas do ICMBio, serão interrompidas a partir da zero hora de 2.feira (31/agosto) todas as operações de combate ao desmatamento ilegal na Amazônia Legal, bem como todas as operações de combate às queimadas no Pantanal e demais regiões do País.

Segundo informado ao MMA pelo Secretário Esteves Colnago do Ministério da Economia, o bloqueio atual de cerca de R$ 60 milhões de reais para IBAMA e ICMBIO foi decidido pela Secretaria de Governo/SEGOV e pela Casa Civil da Presidência da República e vem a se somar à redução de outros R$ 120 milhões já previstos como corte do orçamento na área de meio ambiente para o exercício de 2021.

As operações que serão afetadas já na 2.feira (31/08) compreendem, no âmbito do combate às queimadas no IBAMA, a desmobilização de 1.346 brigadistas, 86 caminhonetes, 10 caminhões e 4 helicópteros.

Nas atividades do IBAMA relativas ao combate ao desmatamento ilegal serão desmobilizados 77 fiscais, 48 viaturas e 2 helicópteros.

No âmbito do ICMBIO, nas operações de combate ao desmatamento ilegal serão desmobilizados 324 fiscais, além de 459 brigadistas e 10 aeronaves Air Tractor que atuam no combate às queimadas.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br