qui
03
set
2020

Luiz Galvão

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB), reunido ontem (2), em sessão ordinária, por videoconferência, reprovou a prestação de contas de 2017 do prefeito Luiz Galvão, de Juru.

O relator do processo nº 05933/18, conselheiro Antônio Gomes, listou várias irregularidades, dentre elas, “descumprimento do limite mínimo de 60% a ser pago com recursos do Fundeb aos profissionais do magistério, não comprovação de despesas na aquisição de material de construção e déficit financeiro na ordem de R$ 3.3 milhões”.

Ao prefeito foi imputado um débito no valor de R$ 138.9 mil, correspondente às despesas não comprovadas.

Da decisão da Corte, cabe recurso.


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br