seg
12
out
2020

stf-sessão plenária

André do Rap causou uma verdadeira desavença entre os ministros do Supremo Luiz Fux e Marco Aurélio. O primeiro suspendeu liminar do segundo que soltava o traficante do PCC. Marco Aurélio não gostou e fez críticas públicas ao colega.

O plenário do STF deve decidir sobre a soltura do traficante e líder do PCC André do Rap, liberado da cadeia pelo ministro Marco Aurélio Mello, mas que teve a prisão novamente decretada pelo presidente do Supremo, Luiz Fux.

Marco Aurélio disse à CNN, segundo Basília Rodrigues, que aguardará sessão na Corte na quarta-feira (14) antes de fazer novas manifestações sobre o caso. Ele não esclareceu, porém, se irá de fato levantar a questão no tribunal. Outros magistrados do STF aguardam uma definição de Marco Aurélio.

André do Rap, com a prisão decretada, está foragido.

Entenda o caso:

O ministro Marco Aurélio determinou na sexta-feira (9) a soltura de André do Rap, considerado pela Justiça um dos principais traficantes do PCC em São Paulo. A decisão do magistrado foi criticada inclusive pelo governador de São Paulo, João Doria.

No sábado (10), o presidente do Supremo, ministro Luiz Fux, revogou a decisão do colega, determinando que André do Rap voltasse à prisão.

Após a atitude de Fux, Marco Aurélio disse que “ele [Fux] assumiu a postura de censor". "Isso é perigosíssimo. Eu não sou superior a ele, mas também não sou inferior. Sob minha ótica ele adentrou o campo da hipocrisia, jogando para turma, dando circo ao público, que quer vísceras. Pelo público nós nem julgaríamos, condenaríamos e estabeleceríamos pena de morte", falou.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br