seg
28
jun
2021

Covid-19_Paraíba

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) dispõe agora de um novo sistema de regulação de vagas nos leitos específicos para Covid-19, que, por ser informatizado, vai garantir mais agilidade no processo regulatório. A ferramenta, denominada Reg-nutes, é resultante de parceria entre a SES, por meio da Gerência de Regulação e Avaliação da Assistência (Gerav), e o Núcleo de Tecnologias Estratégicas em Saúde (Nutes), da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), e foi apresentada a gestores de unidades de saúde na sexta-feira (25).

A apresentação aconteceu de forma remota, por técnicos do Nutes, para os gestores dos hospitais e UPAs da 3ª Macrorregião de Saúde, onde o sistema começará a ser testado, já a partir de julho, nos Hospitais Regionais de Patos, Cajazeiras, Sousa, Santa Luzia, Piancó, Pombal, Catolé do Rocha; Hospital Infantil Noaldo Leite, em Patos; Hospital Distrital de Itaporanga e UPAs de Cajazeiras e Princesa Isabel.

“O sistema será solicitado pelo hospital que está precisando da vaga. O médico regulador avalia e solicita o leito aos hospitais de referência na Covid-19. Este será o fluxo”, explicou a gerente executiva da Gerav, Carolina Lucena.

De acordo com Carolina, o Centro Estadual de Regulação Hospitalar (CERH) já regulou mais de 17 mil pacientes com Covid, desde sua implantação, em março de 2020, até o momento. “Atualmente, a regulação ocorre por e-mail. Com a implantação de um sistema informatizado (Reg-nutes), ocorrerá uma maior agilidade no processo regulatório com um melhor tempo-resposta”, falou.

O sistema será financiado pelo Projeto Aprimoramento do Modelo de Atenção na Rede de Saúde – Amar. “Além de financiar, o Amar está participando, ativamente, de todas as discussões sobre o sistema de regulação, do acompanhamento da implantação, treinamento, capacitação e feedback dos hospitais”, afirmou a coordenadora geral do Projeto Amar, Rosa Marcia França. Ela destacou ainda que o sistema faz parte da informatização e inovação da saúde que serão viabilizadas pelo projeto Amar.

A meta do Projeto Amar é permitir o aperfeiçoamento do modelo de Atenção Integral à Saúde no Estado, fortalecendo a ação do SUS da Paraíba e consolidando as Redes Integradas na Atenção à Saúde no estado.

Secom/PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br