qua
21
jul
2021

avião_Arquivo Agência Brasil

O mercado de aviação doméstica atingiu quase 68% da malha de voos do pré-pandemia em julho, ante 51% em junho. Em abril, o número girava em torno de 36% do patamar considerado normal antes da chegada do vírus no Brasil, de acordo com a Abear (associação do setor), que atribui o resultado ao avanço da vacinação.

"Os outros fatores que contribuíram também são consequência da vacinação. Por exemplo, as pessoas retomando viagens de lazer porque têm férias escolares também tem o impulso da vacina", afirmou Eduardo Sanovicz, presidente da Abear. O relato foi publicado pela coluna Painel.

De acordo com o dirigente, o mercado de aviação prevê mudanças de comportamento do consumidor que devem permanecer no pós-pandemia. "Tem o público de lazer e tem um novo que é aquele que pode se deslocar para trabalhar remotamente. É um viajante corporativo, mas é híbrido", afirma.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br