qui
04
nov
2021

carlos_lupi
Carlos Lupi (Foto: Reprodução/Twitter)

O presidente do PDT, Carlos Lupi, divulgou uma nota afirmando que irá acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) contra a decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL) que permitiu que parlamentares votassem remotamente a Proposta de Emenda à Constituição 23/21, batizada de PEC dos Precatórios, que abre caminho para a reeleição de Jair Bolsonaro. A aprovação da PEC, nesta quarta-feira (3), contou com o apoio de parlamentares do próprio PDT e levou Ciro Gomes a anunciar que estava suspendendo sua candidatura presidencial até que os deputados do partido mudem sua posição.

Veja a íntegra da nota de Carlos Lupi sobre o assunto.

“Cumpre informar aos estimados companheiros que estou dando entrada agora, na parte da manhã, com uma ação no STF, contra a autorização do Presidente da Câmara Arthur Lira de autorizar a 23 parlamentares, em viagem, que votassem remotamente na PEC dos Precatórios, um cheque em branco que a Câmara deu ao sr. Lira e ao profeta da Ignorância”.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br