sáb
06
nov
2021

Claustrum

A edição 2021 do projeto ‘Panapaná – Novembro das Artes Visuais’, promovido pela Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), traz para o público, a partir de terça-feira (09), a exposição ‘Claustrum’, do artista plástico Flávio Tavares. A iniciativa marca a retomada das ações presenciais da Funesc, após um ano e oito meses de equipamentos culturais fechados.

‘Claustrum’, que significa ‘clausura’ em latim, surge como inspiração do artista em meio à pandemia da Covid-19. “Eu me aproveitei do isolamento para transpirar a arte, e isto me fez refletir muito sobre minha história. Por isso, os quadros dessa exposição são reflexões pessoais sobre vida, relações humanas e também política”, explica Flávio Tavares.

As cinco telas expostas trazem como tema ‘família’, ‘infância’, ‘juventude’ e ‘inferno’ e juntas formam um quadrilátero, que simulam um ambiente de enclausuramento. Em ‘Claustrum’, os visitantes poderão apreciar dezenas de ilustrações e outras pinturas que representam o percurso de criação do artista até chegar ao resultado final desta exposição.

De acordo com Pedro Santos, presidente da Funesc, além de apresentar ao público as obras produzidas durante o período da pandemia, a iniciativa celebra o trabalho de um dos mais notórios artistas visuais da Paraíba. "Retomar as atividades da Funesc com esta exposição é também uma homenagem do Governo do Estado a Flávio Tavares pelas sete décadas dedicadas às artes visuais na Paraíba, influenciando toda uma geração de artistas e, definitivamente, conquistando lugar de destaque no cenário artístico brasileiro e internacional", destacou.

Edilson Parra, gerente de Artes Visuais da Funesc, ressalta que a montagem da exposição buscou estabelecer um percurso que possibilite contemplar Claustrum como uma cronologia em sentido inverso, uma viagem no tempo revolvendo algumas passagens que sustentam a narrativa da obra de Flávio Tavares. "Neste retorno ao passado alguns trabalhos, de períodos distintos, vão sendo inseridos de modo a demonstrar que Claustrum é uma espécie de irromper das ideias. As cores, a gestualidade potente, a profusão de figuras e cenários tudo demonstra a necessidade de se pensar esta mostra como um roteiro imprescindível diante da recorrente discussão sobre a arte frente as insanidades do mundo", revela Edilson.

A programação traz ainda, a partir das 19h, uma transmissão ao vivo com a presença de Flávio e a ilustradora e designer editorial Luyse Costa. O bate-papo, mediado pela jornalista Amanda Falcão, acontece de forma híbrida, já que além de ser transmitido on-line pela TV Funesc (youtube.com/tvfunesc) também receberá público de forma presencial, seguindo todos os protocolos de segurança e com capacidade limitada.

A exposição fica aberta até o dia 15 de janeiro de 2022 na Galeria Archidy Picado, localizada no Espaço Cultural. O horário de visitações é das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta, exclusivamente mediante agendamento no site www.agendamentos.pb.gov.br. Para ter acesso a galeria, é obrigatório ainda apresentar o cartão de vacinação contra a COVID-19, com pelo menos 14 dias após a primeira dose e uso de máscara.

Serviço

Exposição ‘Claustrum’ de Flávio Tavares

Abertura ao público: 09 de novembro, das 8h às 12h e das 13h às 17h

Local: Galeria Archidy Picado

Transmissão de abertura: 09 de novembro, às 19h

Local: youtube.com/tvfunesc

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br