qua
10
nov
2021

carlos_lupi
Carlos Lupi (Foto: PDT)

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, sinalizou que deputados federais responsáveis por votarem a favor da PEC dos Precatórios sairão do partido. Cinco pedetistas desobedeceram o partido e fecharam com o governo Jair Bolsonaro: Alex Santana (BA), Flávio Nogueira (PI), Marlon Santos (RS), Silvia Cristina (RO) e Subtenente Gonzaga (MG).

A Câmara aprovou nessa terça-feira (9) em segundo turno a Proposta de Emenda à Constituição que dá um cheque em branco de R$ 90 bilhões para Jair Bolsonaro gastar em ano eleitoral.

"Aumentamos de seis votos contra a PEC para 19. É uma vitória. Marlon Santos e Flávio Nogueira estão com processo de expulsão. O Alex, da Bahia, está com Bolsonaro. Então, tivemos um respeito à orientação do partido", disse Lupi em entrevista ao site Metrópoles.

Antes do segundo turno, o líder do PDT na Câmara, Wolney Queiroz (PE), anunciou que o partido havia mudado a posição e estava orientando voto contrário à PEC dos Precatórios.

Conseguiu reverter a posição de 10 deputados, o que não foi suficiente para derrubar a matéria. A proposta foi aprovada por 323 votos favoráveis. Eram necessários 308. O projeto, agora, segue para o Senado.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br