qua
17
nov
2021

Hospital de Trauma de João Pessoa_Complexo de Atendimento Avançado no Trauma do Idoso

Os idosos acometidos de algum trauma passaram a contar, a partir dessa quarta-feira (17), com um atendimento qualificado no Hospital Estadual de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, com o início das atividades no Complexo Avançado no Trauma do Idoso, que funciona no primeiro piso da unidade de saúde, local que antes era utilizado no atendimento a pacientes com Covid-19.

O serviço começou com 10 leitos, em condições de assistência intensiva, mas vai contar com um total de 30 leitos, sendo 20 de enfermaria especial e 10 de Unidade de Terapia Intensiva. A nova modalidade assistencial visa garantir tratamento humanizado aos pacientes, com acompanhamento familiar 24h, inclusive aos internos da UTI.

De janeiro a outubro deste ano, o Hospital de Trauma atendeu 8.453 pessoas com mais de 60 anos, correspondendo a 20% de todo atendimento realizado na instituição, sendo 3.214 vítimas de queda da própria altura. Por isso, segundo o diretor geral da unidade de saúde, Laecio Bragante, o Complexo é de extrema importância para garantir um atendimento qualificado na área da Saúde. “Essa unidade tem o foco de oferecer uma assistência com excelência, rápida e humanizada, dentro de um local preparado para realizar esse tipo de atendimento e, acima de tudo, possibilitar que as pessoas possam ser acompanhadas por suas famílias, impactando de maneira muito forte no tratamento e na recuperação”, frisou.

O diretor afirmou que o espaço visa diminuir o tempo de internação, agilizar exames e cirurgias para assegurar uma rápida alta hospitalar. “O Complexo é direcionado especificamente ao trauma da pessoa idosa, refletindo uma política pública do Governo do Estado, que contempla a população na faixa etária acima dos 60 anos, tendo em vista que há uma previsão de que em 2030 nós tenhamos 30% da população nesse intervalo de idade”, explicou.

Laecio Bragante falou ainda que a Paraíba vive um novo momento nos serviços de urgência e emergência, com a disponibilização de tecnologias modernas, profissionais experientes e metodologias diferenciadas, sempre com o centro na humanização. “Cerca de 25% dos nossos pacientes na ortopedia são idosos e nossa proposta é de que os pacientes sejam atendidos e liberados em uma semana, sendo a programação cirúrgica realizada em 48h”, pontuou.

O diretor assistencial, Luís Ferreira de Sousa Filho, ressaltou que o objetivo desse Complexo é a realização de cirurgias ortopédicas no paciente idoso em tempo reduzido. “É o Governo do Estado dando a atenção merecida para uma população que merece toda nossa atenção e respeito”, comentou.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br