dom
28
nov
2021

Centro de Atendimento ao Autista

A fim de fortalecer a política de inclusão e oferecer atendimento especializado e qualificado às pessoas diagnosticadas com Transtorno do Espectro Autista (TEA), o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh), mantém há um ano, o Centro de Atendimento ao Autista (CAA). O espaço inovador, que desenvolve um trabalho multidisplinar, reunindo diversas áreas do processo terapêutico da pessoa com autismo, celebra os 2.240 atendimentos todos os meses a 304 usuários de 41 cidades do estado. O serviço conta com a parceria da Casa Pequeno Davi.

O secretário de estado de Desenvolvimento Humano, Tibério Limeira, reunido com a equipe de profissionais, se alegrou com a concretização do trabalho. “É gratificante ver a política pública para a pessoa com autismo realmente chegar a quem está precisando. Sabemos que a demanda é muito maior do que a oferta, mas sem dúvidas o CAA traz uma contribuição muito importante. E assim será em Campina Grande, onde nós vamos inaugurar outro Centro.  Assim acontece com a parceria com o Instituto Casa Azul, em Solânea, que atende mais de 150 crianças. Assim estamos expandindo na região do Conde, através de parcerias com Organizações da Sociedade Civil e temos perspectiva de expandir para outras regiões do estado”, enfatizou.

A coordenadora técnica do Centro de Atendimento ao Autista, Camila Carneiro, rememora o primeiro ano de atendimentos e aponta novas metas. “O nosso primeiro ano foi um momento de estruturação, de ambiência, de acolher as famílias, e responder às demandas delas. Agora visualizamos a ampliação dos atendimentos, dos serviços que já temos e dos que ainda não oferecemos, como psicopedagogia, que é uma intervenção muito importante na área do autismo, e também a fisioterapia. Planejamos ampliar também nossas parcerias. Já temos projetos em parceria com universidades e desejamos ampliá-los, além de viabilizar a oferta de estágios curriculares que nos possibilitem aumentar os atendimentos. Outra meta é a busca pela garantia da territorialidade na rede de atendimento, para que as famílias que desejarem possam ser atendidas em suas regiões”, finalizou.

O CAA oferece atendimento nas áreas de nutrição, psicologia, fonoaudiologia, terapia ocupacional, e ainda suporte da equipe de serviço social. Os familiares também são assistidos com encaminhamentos para emissão de documentação básica, junto ao Programa Cidadão; orientação jurídica, via parceria, para encaminhamento de Benefícios de Prestação Continuada; além de auxílio às famílias em questões de deslocamento para os atendimentos. 

Maria Aparecida da Silva, responsável por Kaio Bruno e Kleiton Hermínio, ambos usuários do CAA, lembra o primeiro contato.  “Sou muito grata, primeiramente a Deus, segundo a toda equipe do CAA que sempre está disposta a me ajudar. Não só a mim. Desde a primeira vez que me ligaram informando que os meus filhos/netos seriam atendidos, eu chorei de emoção. E hoje eu os vejo evoluindo a cada dia. Eu vejo o carinho que todos têm por eles e pela família. E isso não tem preço”, agradece Maria.

Um trabalho que no primeiro ano tem surpreendido positivamente os familiares é o atendimento nutricional. A nutricionista do CAA, Rebeca Queiroz, afirma que um dos desafios é fazer com que a população e os familiares entendam a importância da nutrição no tratamento do autismo. “Muitas pessoas chegam aqui achando que vamos trabalhar somente demandas específicas de peso como obesidade e sobrepeso. Mas nós vamos trabalhando e explicando como funciona. A nutrição tem um papel fundamental para trabalhar condições clínicas e comportamentais dentro do autismo, como por exemplo: problemas gastrointestinais, alergias alimentares, problemas metabólicos, problemas relacionados à desnutrição ocasionados por uma questão de seletividade ou condições absortivas”, concluiu a profissional.

Programação de aniversário – Nos dias 25 e 26 de novembro, a programação de aniversário do CAA contou com atividades como oficinas de cuidados com a saúde mental, fotografia em celular e autocuidado; além de momentos de recreação e orientação direcionados aos usuários, seus familiares e a equipe de profissionais do Centro.

Serviço:

Centro de Atendimento ao Autista

Rua Bom Jesus, 649, no bairro do Varjão, em João Pessoa.

Atendimentos: de segunda a sexta-feira.

Das 7h30 às 11h30 e das 13h às 17h.

Acesso: Encaminhamento da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de Deficiência (Funad).

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br