dom
02
jan
2022

Alberto Fernández

A Nova Rota está se consolidando como a estratégia mais concreta de intercâmbio comercial e construção de infraestrutura global.

Por Sebastián Schulz no Página 12 – O governo argentino afirmou em diversas ocasiões que assim que o presidente Alberto Fernández viajar à China, assinará o acordo de adesão à Nova Rota da Seda, o que fará da Argentina o vigésimo país da região latino-americana a aderir ao projeto (seria o vigésimo primeiro caso a Nicarágua, que acaba de romper relações diplomáticas com Taiwan e reconheceu a República Popular, aderir ao BRI nos próximos dias).

A Belt and Road Initiative (BRI, também chamada de New Silk Road) está se consolidando como a estratégia mais concreta de intercâmbio comercial e construção de infraestrutura global. O BRI foi apresentado em 2013 pelo presidente chinês Xi Jinping, como uma proposta para promover corredores econômicos, políticos e sociais entre diferentes países.

Os princípios orientadores da Belt and Road Initiative são sobre a construção de uma arquitetura que garanta um comércio mais suave e uma cooperação mutuamente benéfica. Inclui contratos de financiamento para construção de ferrovias, rodovias, portos, aeroportos, desenvolvimento de energias alternativas.

Leia a íntegra

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br