seg
10
dez
2018

Ato inter-religioso_70 anos da declaração universal dos direitos humanos

A Frente Inter-religiosa Dom Paulo Evaristo Arns por Justiça e Paz realizará um ato inter-religioso na Catedral da Sé (SP), em celebração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos; após a celebração, nas escadarias da Catedral, trinta representantes de movimentos sociais e artistas farão a leitura coletiva num jogral, dos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos;o ato marca o início de uma campanha nacional e internacional pela valorização dos direitos humanos no Brasil.

Por Sérgio Storch –  A Frente Inter-religiosa Dom Paulo Evaristo Arns por Justiça e Paz, integrada por líderes católicos, budistas, evangélicos, indígenas, judeus, muçulmanos, kardecistas e religiões de matriz africana, realizará um ato inter-religioso, no dia 10 de dezembro, às 15h, na Catedral da Sé, em celebração aos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, elaborada pela ONU, em 1948.

O ato litúrgico será celebrado pelo Arcebispo de São Paulo Cardeal Dom Odilo Scherer, Sheikh Mohamed Al Bukai, Monge Ryozan, Pastor Ariovaldo Ramos, Iyalorixá Adriana de Nanã, Rabino Alexandre Leone e Cacique Adolfo Timóteo Guarani, que destacarão os princípios humanitários presentes em todas as religiões, e que estão na origem da conquista civilizatória dos direitos humanos.

O ato, para o qual foram convidados todas as pessoas, religiosas ou não, conta com apoio de entidades da sociedade civil, como a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Comissão Justiça e Paz, Instituto Jacques Maritain Brasil, entidades que participam da Campanha Contra a Criminalização dos Movimentos Sociais e uma rede de organizações e coletivos, e ativistas pela defesa dos direitos humanos.

Apos a celebração, nas escadarias da Catedral, trinta representantes de movimentos sociais e artistas farão a leitura coletiva num jogral, dos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, encerrando a parte coletiva do ato, e a mídia realizará então entrevistas com os celebrantes, outros lideres religiosos, autoridades, representantes das entidades, e personalidades que representam a diversidade de temas dos Direitos Humanos, entre os quais o ex Ministro José Gregori, instalador e primeiro titular da Secretaria Nacional dos Direitos Humanos.

O ato marca o início de uma campanha nacional e internacional pela valorização dos direitos humanos no Brasil, articulada pela Frente Inter Religiosa Dom Paulo Evaristo Arns por Justiça e Paz, para mobilizar, de forma contínua e cumulativa, a sociedade civil e a opinião pública nacional e internacional, através dos meios de comunicação social e das interfaces de contato das religiões com as comunidades e famílias.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br