ter
26
mar
2019

velez_Agência Brasil

Após a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Tania leme de Almeida, pedir exoneração do cargo nesta segunda-feira (25), o ministro Ricardo Veléz Rodrigues revogou a portaria que suspendia a avaliação de alfabetização e que, segundo decisão anterior, só voltaria a ser realizada em 2021; saída de Tania do MEC, foi a terceira baixa no primeiro escalão do MEC desde o início do governo Bolsonaro.

247 – Após a secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Tania leme de Almeida, pedir exoneração do cargo nesta segunda-feira (25), o ministro Ricardo Veléz Rodrigues revogou a portaria que suspendia a avaliação de alfabetização e que, segundo decisão anterior, só voltaria a ser realizada em 2021. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira (26).

A saída de Tania do MEC,  foi a terceira baixa no primeiro escalão do MEC desde o início do governo Bolsonaro. Alvo de ataques pela ala ligada ao guru ideológico do presidente Jair Bolsonaro, o astrólogo Olavo de Carvalho, Tania disse que não foi previamente consultada sobre a suspensão da avaliação de alfabetização e usou as redes sociais para criticar as iniciativas do governo.

"Não deveria haver política pública sem métrica e sem avaliação. A interrupção intempestiva de uma série histórica poderia vir a ter consequências indesejáveis sobre a análise de evidências e o balizamento de ações em todo território nacional", escreveu nas redes sociais.

O pedido de suspensão da avaliação foi feito pelo secretário de Alfabetização Carlos Nadalim.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br