ter
16
abr
2019

João Azevêdo assina Medida Provisória e institui o Programa Primeira Chance

O governador João Azevêdo assinou, nessa segunda-feira (15), a Medida Provisória que institui o ‘Primeira Chance’, programa estadual de incentivo à concessão de estágio, aprendizagem e primeira experiência profissional para estudantes do Ensino Médio da Rede Estadual de Educação. Durante a solenidade, que ocorreu no auditório da PBTur, em João Pessoa, o chefe do Executivo estadual também assinou os termos de cooperação entre a administração pública e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) e a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Paraíba(ABIH), que têm o objetivo de assegurar vagas para os jovens no mercado de trabalho.

Prestigiaram a solenidade os deputados estaduais Adriano Galdino (presidente da Assembleia Legislativa) e João Gonçalves, empresários, estudantes e auxiliares do Governo do Estado.

Na ocasião, o gestor ressaltou a importância do programa ‘Primeira Chance’ para quem busca uma oportunidade de emprego. “Por meio do programa, tanto os alunos egressos, quanto os concluintes das Escolas Técnicas Estaduais terão contatos com o mercado de trabalho de forma profissional; é uma satisfação assinar essa Medida Provisória que terá um impacto muito grande na vida dos jovens que saem das Escolas Técnicas e que terão, a partir de agora, uma perspectiva real de emprego”, explicou.

J oão Azevêdo também destacou que o Governo da Paraíba está implantando uma ação que já começa a ser operacionalizada de forma imediata. “Assinamos termos de cooperação com várias entidades e serão 230 vagas até o final do ano. Eu tenho certeza de que muita gente vai se beneficiar e vai mudar a vida, direcionando os seus sonhos de acordo com possibilidades reais que precisam estar postas e que o Governo coloca diante da juventude”, completou.

O secretário de Educação, Aléssio Trindade, destacou que o programa Gira Mundo capacitou muitos jovens para atuar nas áreas do turismo, hospitalidade e lazer. “Os estudantes terão, de forma organizada, uma inserção no mercado de trabalho, possibilitando que eles aprendam valores e como se deve trabalhar numa empresa, já o mercado de trabalho terá acesso aos jovens talentos que temos na Rede Estadual; temos muita gente que passou seis meses na Argentina, na Espanha, no Canadá e que são fluentes no espanhol e no inglês e estão à disposição da sociedade”, disse.

A presidente da PBTur, Ruth Avelino, afirmou que os jovens beneficiados pelo programa têm chances concretas de crescimento profissional. “O setor de turismo precisa muito desse tipo de mão-de-obra. Equipamentos como hotéis, bares, restaurantes e pousadas gostam de investir nos profissionais que chegam com vontade de trabalhar e, com dedicação, eles têm a chance de crescer dentro da empresa; eles chegam como estagiários e podem se tornar gerentes de alimentos, bebidas e recepção porque as empresas estão dispostas a fazer essa aposta”, comentou.

A estudante Ana Carolina Martins, participante do Gira Mundo, falou das perspectivas de trabalhos após integrar o programa. “O Gira Mundo melhora consideravelmente a educação da Paraíba, dando a oportunidade do jovem ir e voltar com mais conhecimento e o Primeira Chance é fundamental para a nossa capacitação profissional”, analisou.

A aluna do 1º ano da Escola Cidadã Integral Técnica Papa Paulo VI, Raíssa da Silva, elogiou o programa lançado pela gestão estadual. “Agradeço muito ao Governo porque estou vendo que estamos tendo espaços para investir no nosso futuro. Nós não estamos nos esforçando à toa, estamos sendo ajudados e reconhecidos”, comemorou.

O mesmo sentimento foi compartilhado pela aluna egressa da Escola Cidadã Integral Técnica de Bayeux, Charlene Mendes. “Eu agradeço ao governador por acreditar nos jovens e é disso que a gente precisa: primeira chance. Nós estamos aqui para contribuir também; uma prova disso é o aumento de alunos matriculados na rede estadual de ensino”, falou.

O presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Arthur Lira, evidenciou a importância da parceria para o segmento e para os jovens. “A Secretaria de Educação procurou o nosso setor para entender a nossa necessidade e alinhar o programa, o que já ajuda muito para que ele tenha êxito. O setor de alimentação está de portas abertas, vamos receber um número considerável nessa primeira leva e estou ansioso para dar início a essa inclusão socioeconômica”, comentou.

A presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis da Paraíba(ABIH), Manuelina Hardman, disse que o termo de cooperação assinado com o Governo é muito relevante para o setor. “Nós precisamos muito de mão-de-obra qualificada e, dessa forma, temos a condição de mostrar ao jovem a importância do turismo, que é o segmento que mais cresce no mundo e traz desenvolvimento e renda para população”, acrescentou.

O programa Primeira Chance prevê a criação de um banco de talentos e os alunos terão duas vias de ingresso em estágios. A primeira via é a demanda das empresas e instituições que procurarão o banco de talentos de acordo com sua necessidade e que será acompanhada pelo programa com mentoria e supervisão. A segunda via são editais lançados pelo Programa que garantirão mentoria, supervisão e bolsa de R$ 500. Esses editais serão abertos para áreas a partir das políticas de desenvolvimento setorial.

Além de uma oportunidade para alunos do ensino médio regular, o programa pode ser a primeira chance para mais de 2.500 estudantes de cursos técnicos como: hotelaria, turismo, informática, administração, agronegócio, enfermagem, programação de jogos digitais, vendas, cozinha e técnicos em calçados. Também poderão se inscrever alunos egressos da Rede e qualificados por programas governamentais do Estado, de acordo com as especificidades dos editais.

Como meta para 2019, o Primeira Chance prevê a assinatura dos seguintes editais, totalizando 230 vagas: Turismo e Hotelaria – Litoral (PBTur), 30 vagas; Agricultura Familiar (Secretaria de Agricultura Familiar e Procase), 30 vagas; Prática Profissional (SEECT), 60 vagas; Moda, Vestuário e Têxtil (Secretaria de Desenvolvimento Econômico), 30 vagas; Turismo e Hospitalidade – Brejo e Cariri (PBTur), 30 vagas; Empreendedorismo (Empreender), 50 vagas.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br