ter
30
jul
2019

TRE-PB

O julgamento da Aije (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) do Empreender-PB, que colocava em xeque os direitos políticos do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) foi concluído na tarde desta terça-feira (30).

Com quatro votos a três, o socialista e a pedetista tiveram seus direitos preservados e podem se candidatar livremente às eleições do ano seguinte.

Votaram em favor da elegibilidade de Ricardo e Lígia: José Ricardo Porto, o relator do caso; Antônio Carneiro, Michelini Jatobá e Paulo Câmara.

Votaram contra o entendimento do restante da Corte: o presidente Carlos Beltrão e os juízes Sérgio Murilo Wanderley Queiroga e Arthur Fialho.

Ricardo e Lígia foram condenados, no entanto, junto a ex-secretários, ao pagamento de multas. Para Ricardo Coutinho foi imposta multa de R$ 60 mil. Já para Márcia Lucena, atual prefeita do Conde e então administradora do programa, a multa é de R$ 50 mil. A vice-governadora e o ex-secretário Waldson de Souza terão que pagar, ambos, R$ 30 mil.

Paraiba já


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br