qui
15
ago
2019

protesto_construção civil-CEF-JP

Trabalhadores da construção civil e de imobiliárias realizam um protesto em frente a agência da Caixa Econômica Federal localizada na avenida Epitácio Pessoa, na capital. Eles reivindicam a liberação de dinheiro, o prosseguimento de trâmites na venda de imóveis e a continuação das vendas através do programa ‘Minha Casa, Minha Vida’.

“Não tem dinheiro, não liberam cartas, não tem subsídio, os FGTS todos bloqueados”, explicou o corretor Júnior Cavalcanti ao Paraíba Já.

Uma reunião com o presidente da agência e setores responsáveis pelo setor de imóveis está marcada para acontecer nas próximas horas. Um construtor deve participar do encontro representando a classe da construção civil.

Protesto contra Bolsonaro

O movimento também protesta contra o presidente Jair Bolsonaro (PSL), que prometeu avanços no setor da construção civil, mas até agora não apresentou nenhum tipo de sinalização positiva para o setor.

“Reivindicamos que ele olhe pela classe. É a classe que mais emprega, e eles [governo federal] estão deixando a desejar. Bolsonaro não está se preocupando. Ele prometeu que não ia acabar o Minha Casa Minha Vida, e está bloqueando tudo. Ninguém assina nada, ninguém faz nada. A construção civil está parada, com isso para-se toda uma cadeia de produção e geração de renda”, afirmou Cavalcante.

Paraíba Já

  •  

  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br