qui
05
set
2019

MPE-Sebrae

Pela sexta vez este ano, os pequenos negócios da Paraíba registraram saldo positivo na geração de novas vagas de trabalho no estado. É o que indica levantamento do Sebrae Paraíba, realizado a partir de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do governo federal. Conforme os números, no mês de julho as micro e pequenas empresas (MPE) do estado geraram 2.075 novos empregos, sendo as únicas responsáveis pela criação de vagas no período.

Na contramão desse desempenho, as médias e grandes empresas (MGE) tiveram ao final de julho um saldo negativo de 202 postos de trabalho, enquanto a administração pública também encerrou o mês com um número negativo de três vagas de emprego.

Ao analisar os dados por segmento, o levantamento aponta que, no universo dos pequenos negócios, o principal responsável pela criação de novos postos de trabalho no mês de julho foi o setor de serviços. De acordo com os números, ele gerou 75% das vagas criadas pelas MPE, o que corresponde a 1.546 postos de emprego.

Em seguida, conforme os números, aparecem o setor da agropecuária, que criou 361 vagas, o da indústria de transformação, que abriu 315 novas oportunidades de trabalho, e o de serviços industriais de utilidade pública (SIUP), com saldo positivo de 10 vagas.

Já em relação aos municípios, o levantamento do Sebrae Paraíba revela que no mês de julho o maior número de vagas, 1.738, foi criado pelos pequenos negócios de Sousa, no Sertão paraibano. Em seguida, aparecem os municípios de Santa Rita, com 684 vagas, Pedras de Fogo, com 256, Serra Redonda, onde foram abertos 71 postos de trabalho, e Caaporã, com 66 novas oportunidades de trabalho criadas.

Desempenho em 2019 – Além dos dados referentes ao mês de julho, o levantamento do Sebrae também traz informações sobre a geração de empregos nos sete primeiros meses deste ano. Segundo os números, entre janeiro e julho os pequenos negócios da Paraíba geraram 4.853 novas vagas de emprego. No mesmo período do ano passado, eles haviam criado 2.186 vagas, o que representa um crescimento de 122% em um ano. Quanto às médias e grandes empresas, nos sete primeiros meses deste ano, o saldo negativo registrado foi de 10.514, número que no mesmo período de 2018 era de 6.259.

Na avaliação da gerente de estratégia do Sebrae Paraíba, Ivani Costa, os dados confirmam a importância das micro e pequenas empresas para a economia do estado, especialmente na criação de novas oportunidades de trabalho. “Percebe-se que são os pequenos negócios que continuam mantendo saldo positivo de empregos na Paraíba. Nesse contexto, é importante ressaltar que muitas dessas vagas são temporárias, mas que podem se transformar em permanentes. Logo, estar preparado e se qualificar é importante para manter um trabalho ou conseguir empregar-se nesse momento atual”, pontuou.

Sebrae-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br