ter
24
set
2019

(Osaka - Japão, 28/06/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante Reunião bilateral com o senhor Donald J. Trump, Presidente dos Estados Unidos da América.
Foto: Alan Santos / PR

Jair Bolsonaro pode perder agora seu principal aliado, a quem bajulou num discurso ultrajante na ONU. Nesta tarde, a presidente do Congresso dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, afirmou que a acusação de que Trump tentou pressionar a Ucrânia para influenciar as eleições "foi uma violação das responsabilidades constitucionais".

247 – A presidente da Câmara dos Estados Unidos, a democrata Nancy Pelosi, anunciou nesta terça-feira 24 a abertura do processo de impeachment contra o presidente Donaldo Trump.

Trump é acusado de tentar pressionar a Ucrânia para investigar o ex-vice-presidente Joe Biden, um possível adversário, e interferir nas eleições de 2020.

“Hoje, estou anunciando que a Câmara dos Deputados está avançando com um inquérito oficial de impeachment. O presidente deve ser responsabilizado. Ninguém está acima da lei”, declarou Nancy em sessão no Congresso.

"Foi uma violação das responsabilidades constitucionais", disse ainda, em declaração à imprensa, se referindo à conversa de Trump com o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, em julho.

Trump respondeu no Twitter, se dizendo vítima de perseguição: "Eles nunca viram a transcrição da ligação. A caça às bruxas total!". Em outra postagem, escreveu: "ASSÉDIO PRESIDENCIAL!".

Com isso, Jair Bolsonaro pode perder agora seu principal aliado, a quem bajulou num discurso ultrajante na ONU nesta manhã, quando aguardou uma hora para tentar um encontro e conseguiu 17 segundos para um aperto de mão e uma foto.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br