“Os homens sábios usam as palavras para os seus próprios cálculos, e raciocinam com elas, mas elas são o dinheiro dos tolos”.

Thomas Hobbes (1588-1679), filósofo inglês, autor de Leviatã

qui
12
fev
2015

A Petrobras confirmou a morte de três trabalhadores na explosão do navio-plataforma Cidade de São Mateus, no litoral do Espírito Santo. Segundo a empresa, o acidente ocorreu às 12h50 de ontem (11) e havia 74 pessoas embarcadas.

Dez pessoas feridas foram levadas para hospitais em Vitória. Seis trabalhadores estão desaparecidos. Trinta e três pessoas desembarcaram e 31 permanecem a bordo.

A companhia informou que a unidade é operada pela empresa BW Offshore, afretada pela Petrobras, e que opera desde junho de 2009 no pós-sal dos campos de Camarupim e Camarupim Norte.

Em nota, a petroleira disse que o fogo foi controlado rapidamente. As operações foram interrompidas. A plataforma produzia 2,25 milhões de metros cúbicos (m³) de gás por dia e 350m³ diários de óleo.

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) informou, também por meio de nota, que a explosão ocorreu na casa de bombas, mas não houve derramamento de óleo. O fogo foi controlado e a plataforma está estabilizada. A agência formou duas equipes para investigar as causas do acidente. Uma seguiu para o navio-plataforma e outra para a sede da Petrobras.

A concessão de Camarupim é operada pela Petrobras e a de Camarupim Norte é uma parceria entre a Petrobras e a empresa Ouro Preto Energia. A operação da plataforma foi autorizada pela Marinha em 2015. A ANP atualizou a documentação marítima em setembro de 2014.

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, despachava com a presidenta Dilma Rousseff quando foi informado do acidente. Ele lamentou a explosão e disse que o governo ainda espera um relatório detalhado do ocorrido. “Quero, em nome do governo, prestar minhas condolências aos familiares das vítimas e pedir a Deus que aqueles que foram feridos tenham restabelecimento”.

Segundo Braga, todas as providências estão sendo tomadas, tanto pela empresa locadora do equipamento quanto pela Petrobras, para socorrer as famílias.

Agência Brasil


  Compartilhe por aí: Comente

qua
11
fev
2015


Rivaldo descarta apoio a Aledson Moura e anuncia pré-candidatura a prefeito

O ex-candidato a deputado estadual José Rivaldo Rodrigues, o Dr. Rivaldo (PSOL), descartou nesta quarta-feira (11) “qualquer possibilidade de ingressar no PSB local presidido por Aledson Moura ou de apoiar eventual candidatura socialista à Prefeitura de Princesa Isabel”.

Dr. Rivaldo afirmou ainda que não abre mão de concorrer à sucessão municipal em faixa própria: “Minha pré-candidatura a prefeito em 2016 é uma decisão clara, não têm viés personalista e terá o PTN como legenda protagonista”.

“Já estamos fechando com o PTN que, por sinal, já definiu os nomes de Jaílson Santana, Ronaldo de Aloísio e Cabo Domingos como pré-candidatos a uma vaga na Câmara de Vereadores”, revelou.

Ex-gerente regional do Orçamento Democrático Estadual da 11ª Região, Dr. Rivaldo disse que recusou convite para voltar a ocupar o cargo, através de indicação técnica, a fim de evitar qualquer compromisso com a esfera do poder estadual”.

“Fui convidado pelo secretário executivo do ODE, Givanildo Pereira, para reassumir o cargo, fiquei grato, mas não aceitei, uma vez que, mesmo sendo de natureza técnica, a indicação poderia suscitar vínculo político por via indireta. Assim, prefiro manter minha independência político-partidária e ideológica”, ressaltou.

Ele disse, no entanto, que permanece “como conselheiro regional e estadual do ODE, mas sem remuneração, apenas como cidadão que quer participar diretamente das decisões governamentais, de forma democrática e republicana”.

Notícias relacionadas

A hora de Dr. Rivaldo

O PSOL (não) é para todos, mas…

Partidos (re)partidos

Pré-ensaio geral


  Compartilhe por aí: 8 Comentários

qua
11
fev
2015

O deputado Ricardo Barbosa denunciou ontem, no programa Politicando apresentado por mim na TV Master, que o computador que alimentava a urna eletrônica destinada a recolher os votos dos deputados durante opleito que renovou a Mesa da Assembléia Legislativa, desapareceu no dia seguinte ao da eleição.

Com o desaparecimento, também sumiu a prova de um possível crime eleitoral, se é que houve crime. O fato aconteceu já na administração do deputado Adriano Galdino, pois este tomou posse no mesmo dia em que foi eleito. E por isso o presidente atual mandou investigar o caso para tentar descobrir quem mandou e quem roubou o computador.

Esse computador sumido só não foi usado para receber os votos porque o deputado Tião Gomes,alertado sobre a possibilidade de fraude na votação, foi até o local onde ele se encontrava e desligou os cabos. No dia anterior ao do pleito, uma equipe da Bahia, especialmente contratada pela Mesa anterior, se isolara no plenário com a missão de modificar o sistema de votação. Por isso o temor de fraude e a ação fulminante de Tião Gomes. A eleição terminou sendo manual e mesmo assim, dos 21 votos esperados pelo eleito Adriano Galdino, dois farraparam e votaram em Ricardo Marcelo. Se a votação fosse eletrônica, adeus Tia Chica, Galdino teria dançado.

Blog do Tião Lucena


  Compartilhe por aí: Comente

qua
11
fev
2015

Dirigente do PSB projeta “aliança da década” com o PT até 2024

A aliança entre PSB e PT firmada em 2014 deve perdurar, no mínimo, por pelo menos mais dez anos. Esse foi o prognóstico feito pelo presidente estadual do PSB na Paraíba, Edvaldo Rosas, que aproveitou ainda para descartar – a preço de hoje – uma candidatura da legenda à prefeitura de João Pessoa no pleito de 2016.

Segundo Rosas, a intenção é manter a aliança e o debate franco com a ala do PT que ajudou a eleger o governador Ricardo Coutinho (PSB) no pleito de 2014. “O PSB não deve ter candidatura própria, nós temos um debate franco, honesto, é importante fortalecer a gestão com Luciano Cartaxo, vamos manter a aliança com o PT, e avaliar 2016 apenas em 2016”, disse.

Indagado se já haveria entendimentos para que o PSB ocupasse a vaga de vice, atualmente  ocupada pelo PPS, o dirigente negou, e disse que não vai antecipar o debate eleitoral nesse momento.

“Não existe essa conversa de indicar vice, não dialogamos sobre isso, o que existe é uma agenda positiva com o Governo do Estado, gente pode potencializar essa parceria com o PT de João Pessoa, essa aliança nossa é uma aliança que a gente pensa acima de oito, dez anos”, declarou, descartando a hipótese de racha com o PT nas eleições do próximo ano.

NONATO NA PMJP

Já sobre a recente ascensão de Nonato Bandeira (PPS), que assumiu o cargo de prefeito da Capital durante o período de férias do prefeito Luciano Cartaxo (PT), Rosas disse que não acredita se tratar de uma “afronta” ao governador Ricardo Coutinho (PSB)

“Eu vejo com naturalidade, o prefeito precisou tirar as férias e tirou, não vejo nenhum problema nessa relação política com o PT e o PSB, o PT tem interesse de manter a aliança e nos estrategicamente também temos, vamos discutir 2016 em 2016, qualquer discussão antecipada só gera boato e fofoca e isso é ruim para o processo de fortalecimento da aliança”, falou.

PBAgora


  Compartilhe por aí: Comente

qua
11
fev
2015

:

Relator Marco Aurélio Mello propôs o arquivamento do inquérito contra os deputados federais José Aníbal (PSDB-SP) e Rodrigo Garcia (PSDB-SP) por considerar que depoimentos não comprovaram indícios de que eles estariam envolvidos no esquema de cartel e propina em contratos de trens e metrô sob governos do PSDB paulista; ministro foi seguido pela maioria da 1ª Turma do Supremo Tribunal Federal; presidente da Turma, ministra Rosa Weber, e o ministro Luís Roberto Barroso já haviam votado pelo prosseguimento do caso por acreditar que é cabível a realização de novas diligências e, ainda que frágeis, estariam presentes indícios de ligação dos parlamentares com o caso, além do interesse público na apuração

10 de Fevereiro de 2015

SP 247 – O inquérito que apurava o envolvimento dos deputados federais José Aníbal (PSDB-SP) e Rodrigo Garcia (PSDB-SP) em irregularidades em licitações do Metrô e trens de São Paulo durante governos tucanos foi arquivado nesta terça-feira 10 na sessão da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal.

O pedido para o arquivamento foi feito pelo relator do processo, ministro Marco Aurélio Mello, que foi seguido pela maioria dos integrantes. Ele alegou que os depoimentos colhidos não comprovaram os indícios contra os acusados, não cabendo a realização de novas diligências, uma vez que já houve anteriormente o arquivamento quanto a outros três parlamentares.

Voto-vista do ministro Luiz Fux, manifestado hoje, declarou que documento em caráter sigiloso concedido pelo Ministério Público Federal revela não ter havido menções diretas aos parlamentares no curso da investigação. O ministro Dias Toffoli já havia votado pelo arquivamento, acompanhando o relator.

A presidente da Turma, ministra Rosa Weber, e o ministro Luís Roberto Barroso já haviam votado pelo prosseguimento do inquérito sob o argumento de que é cabível a realização de novas diligências e, ainda que frágeis, estariam presentes indícios de ligação dos parlamentares aos fatos narrados, além de haver interesse público no prosseguimento da apuração.

"O trancamento do inquérito deve ser reservado a situações excepcionalíssimas, nas quais não é possível nem vislumbrar a ocorrência de crime", afirmou Barroso, na ocasião de seu voto. Ele mencionou ainda cooperação internacional para obter informações sobre recursos no Uruguai, Suíça e Luxemburgo a fim de obter novas diligências.

Brasil 247 com informações do STF


  Compartilhe por aí: Comente

qua
11
fev
2015

A governadora em exercício, Lígia Feliciano, reuniu, na tarde dessa terça-feira (10), na sede da Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep), a cúpula da segurança para o planejamento integrado do policiamento durante as prévias e os dias de carnaval em todas as regiões da Paraíba.

O planejamento apresentado prevê o reforço do policiamento nas ruas, a utilização de câmaras de vídeo monitoramento interligados a dois micro-ônibus e do helicóptero Acauã para garantir mais segurança para os foliões. O esquema de segurança nas prévias e nos dias de carnaval utilizará o reforço de 4 mil homens da Polícia Militar, 900 da Polícia Civil, 820 homens do Corpo de Bombeiros e a intensificação da Operação Lei Seca.

A reunião convocada pela governadora em exercício Lígia Feliciano contou com as presenças do secretário de Segurança e Defesa Social do Estado, Claudio Lima; do comandante da Polícia Militar, coronel Euller Chaves; do comandante do Corpo de Bombeiros, Jair Soares; do delegado geral da Polícia Civil, João Alves; do diretor do Detran, Fábio Carneiro; e do  subchefe da Casa Militar, capitão Marques.

Lígia Feliciano afirmou que as áreas de segurança e saúde receberão uma atenção especial nos próximos dias e as equipes estão preparadas para prevenir e reduzir o número de crimes durante o carnaval. “Temos um plano de segurança muito bem estruturado para termos um carnaval mais tranquilo e com a redução das ocorrências e acidentes”, ressaltou.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

qua
11
fev
2015

cassio-cunha-lima

Ao assumir uma bancada recheada de figurões, como os senadores Antonio Anastasia (MG), Aécio Neves (MG) e José Serra (SP), o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), promete uma oposição mais combativa, sem trégua à presidente Dilma Rousseff.

“Não haverá nenhum minuto de trégua para quem tem responsabilidade com o que é público e trata o público como se fosse privado”, disse em entrevista ao blog do Noblat.

Enquanto conta com o reforço de uma bancada definida como uma constelação, Cássio tem a árdua missão de amainar as vaidades, que inevitavelmente aparecerão. Ele garante, no entanto, que os interesses individuais não serão sobrepostos aos coletivos.

O senador refuta a hipótese de que o pedido de impeachment de Dilma, que voltou a circular no meio político, seja uma tentativa de golpe.

E recorda que, quando o ex-presidente Fernando Collor de Melo foi cassado, o PT não falou em golpe. “O impeachment é uma previsão constitucional”, rebate.

Na opinião do parlamentar, Aécio, pela votação que obteve no ano passado (51 milhões de votos) na disputa para presidente da República, desponta como referência. Mas, segundo ele, o momento é de discutir as crises que assolam a sociedade.

Blog do Noblat


  Compartilhe por aí: 1 Comentário

qua
11
fev
2015

O número de consumidores com débitos em atraso cresceu 3,12% em janeiro deste ano, em comparação com igual mês do ano passado, na menor variação anual para meses de janeiro desde 2010, quando a pesquisa começou. Com relação a dezembro, houve alta de 0,15%, informaram ontem (10) o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL),

Atualmente, existem cerca de 54,6 milhões de consumidores inscritos em serviços de proteção ao crédito no país. A maior parte dos devedores em atraso em janeiro deste ano (26,87%) eram pessoas com idade entre 30 e 39 anos. Em seguida, vieram os devedores que tinham de 40 a 49 anos, que representavam 19,38% do total em janeiro; os que tinham de 50 a 64 anos (17,03%); os que estavam na faixa de 25 a 29 anos (13,9%) e os de 18 a 24 anos (9,97%).

Quanto ao número de dívidas, houve alta de 2,4% em janeiro passado, na comparação com o mesmo mês de 2014. A média de dívidas para cada consumidor inadimplente ficou em 2,074. Os segmentos que mais registraram aumento no volume de dívidas dos consumidores foram as empresas de comunicação, que prestam serviços de telefonia, TV a cabo e internet (alta de 9,84%) e as concessionárias de água e luz (8,35%). No segmento do comércio, houve retração de 0,54% no número de dívidas.

Para economistas do SPC Brasil, “o ritmo de desaceleração da inadimplência, observado desde junho de 2014, não encontra como explicação principal uma conjuntura econômica positiva, mas um contexto de fraca atividade econômica combinada com a freada na tomada de empréstimos”.

Agência Brasil


  Compartilhe por aí: Comente