“Os homens sábios usam as palavras para os seus próprios cálculos, e raciocinam com elas, mas elas são o dinheiro dos tolos”.

Thomas Hobbes (1588-1679), filósofo inglês, autor de Leviatã

qua
04
abr
2012

Chica 1

A deputada estadual Francisca Motta (PMDB), que nas eleições de 2006 e 2010 foi a parlamentar eleita mais votada na região polarizada por Princesa Isabel, simplesmente sumiu, sem aviso prévio.

Desde novembro de 2010 que a deputada não aparece na terrinha que tantos votos lhe destinou.

E o eleitor, como ‘chica’ com essa ausência que não faz falta?

Ninguém sabe pra onde ela foi, ninguém sabe pra onde ela vai?

Quem sabe se a parlamentar não tá chegando pela PB 360, cuja reconstrução ela e o então governador Zé Maranhão prometeram ainda em 2009.

Mas foi o governador Ricardo Coutinho (PSB) que fez, sem prometer.

Vai demorar a vir?


  Compartilhe por aí: 15 Comentários

qua
04
abr
2012

O pré-candidato do PSOL a prefeito de Princesa Isabel, Zé Nominando, ao avaliar nesta quarta-feira (4) o quadro da corrida sucessória municipal, evitou emitir opiniões sobre a pré-campanha dos demais postulantes.

Segundo ele, há “incertezas jurídicas e políticas” que ainda não foram solucionadas – o que o impede de fazer avaliações específicas sobre quem é quem  na disputa municipal.

Zé, no entanto, ratificou que há um certeza:

– “A minha pré-candidatura continua firme, é irreversível, ou seja, não tem recuo, e vou priorizar o debate sobre a questão social”.


  Compartilhe por aí: 8 Comentários

qua
04
abr
2012

Um problema que se arrasta há semanas causa transtornos aos moradores da rua José Gastão Cardoso, nas proximidades do centro de Princesa Isabel.

Uma caixa esgoto destampada oferece risco de acidentes aos cidadãos, que podem cair no buraco. Há registro de casos de carros e motos com pneus cratera adentro.

Segundo Pedro Pereira de Souza, quem tem como cartão de visita uma caixa de esgoto totalmente descoberta em frente de sua residência, “além do mau cheiro, temos problemas quando chove, com a rua e calçadas inundadas pela água e lixo, por causa do entupimento do esgoto”.

Ainda de acordo com o morador, que é dono da pizzaria O Porão, “ à noite, ratazanas enormes entram e saem do esgoto. Nem mesmo os gatos de rua afugentam os roedores, pois não aproximam deles por medo”.

À falta da tampa e pra sinalizar o perigo, uma estaca foi colocada.

Que inovar a sinalização é preciso não resta dúvida, mas assim já é retroceder demais.

Estaca zero mesmo.

Veja na sequência de imagens abaixo, tiradas pelo blog, o problema com sua advertência de perigo inédita.

esgoto estacado 002

 

esgoto estacado 003

 

esgoto estacado 001


  Compartilhe por aí: 8 Comentários

ter
03
abr
2012

As contas de campanha de 2010 do ex-governador da Paraíba, José Maranhão (PMDB), foram reprovadas nesta terça-feira (3) pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB).

Com a decisão da corte eleitoral, Maranhão está praticamente fora da disputa pela Prefeitura de João Pessoa.

O relator do processo João Batista e mais outros quatro juízes votaram pela rejeição das contas do peemedebista.

Somente o juiz Marcus Accioly se absteve de votar.

A reprovação das contas do ex-governador o torna inelegível e altera a correlação de forças no cenário político estadual, dividiido entre as correntes cassista (PSDB), maranhista (PMDB) e ricardista (PSB).


  Compartilhe por aí: 8 Comentários

ter
03
abr
2012

Flora Diniz 1

A ex-deputada estadual Flora Diniz (PPS), deixou nesta terça-feira (3) a diretoria administrativa da Fundac (Fundação do Desenvolvimento da Criança e do Adolescente), cargo que ocupou desde o início do governo de Ricardo Coutinho (PSB).

Flora se afastou dois dias antes do prazo estipulado pelo governador para entrega dos cargos pelos auxiliares da administração direta e indireta que vão concorrer às eleições deste ano.

A pré-candidata do PPS à Prefeitura de Princesa Isabel regressa já pronta para as atividades de pré-campanha, com visitas e consultas às comunidades urbanas e rurais, a fim de coletar sugestões para elaboração do seu futuro plano de governo.


  Compartilhe por aí: 27 Comentários

ter
03
abr
2012

A política princesense passa por uma fase inédita. Um prefeito, ainda que interino, no exercício do poder sem ser bafejado pelos clãs, com uma Câmara Municipal a emprestar-lhe sustentação parlamentar com a (quase? ) totalidade dos nove vereadores.

A ascensão do tucano Dominguinhos à chefia do Executivo Municipal, pela via oblíqua de uma decisão da Justiça Eleitoral, em tese alterou as regras do jogo político municipal, mas nem tanto, se observadas as manifestações originadas de certos núcleos do poder de mando.

No âmbito do Clã Pereira, houve uma mexida radical no tabuleiro, a ponto de desmobilizar certas pretensões eleitorais já mesmo antes de anunciar qualquer definição mais clara, bastando apenas o prefeito transitório sinalizar que, se viável partidariamente, a disputa pela reeleição é irreversível.

No ninho tucano, a tese adotada preliminarmente é a de uma candidatura com DNA próprio, capaz de viabilizar a retomada do poder municipal sem sobressaltos e que seja invariavelmente aceita sem restrições pela maioria das várias camadas do eleitorado local.

Claro que todos têm nomes, mas, desde já, é bom que aceitem a tese de que política é como nuvem, muda a todo instante. Mas tem nuvem pairando nos céus nebulosos da província que – não importam os ventos – não muda não.


  Compartilhe por aí: 3 Comentários

ter
03
abr
2012

O que os pré-candidatos à Prefeitura de Princesa Isabel irão fazer neste fim de Semana Santa?

Algum terá sua pré-candidatura crucificada?

Todos serão salvos no jejum eleitoral?


  Compartilhe por aí: 1 Comentário

ter
03
abr
2012

Os aliados do Clã Pereira abrigados nas diversas agremiações partidárias aguardam com expectativa o desfecho do julgamento das contas de campanha do ex-governador José Maranhão (PMDB) pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PB).

O processo, já adiado por três vezes, deve ser julgado nesta terça-feira (3), pois consta na pauta da corte eleitoral.

Caso as contas sejam reprovadas, Maranhão não poderá disputar a eleição para prefeito de João Pessoa, o que alteraria o quadro político no Estado, com repercussões negativas nas trincheiras maranhistas e, por extensão, no PMDB paraibano.


  Compartilhe por aí: 3 Comentários