qui
01
out
2020

A polícia estava atendendo um chamado e teria se deparado com dois homens armados em atitude suspeita, que na verdade eram seguranças da candidata.

karla_pimentel
Candidata estava no veículo, mas não sofreu ferimentos

A candidata a prefeita do Conde, Karla Pimentel, afirma que policiais militares atiraram dezenas de vezes contra o carro dela na madrugada desta quinta-feira (1º), deixando seus dois funcionários feridos. A polícia por sua vez, informou que foi chamada por um morador de Conde, que estava desconfiado de dois homens rondando a casa dele. O que parece ter sido um mal entendido por pouco não terminou em tragédia.

De acordo com as informações obtidas pelo ClickPB, a história da candidata é que ela estava voltando para casa de um salão de beleza, por volta das 2h, após passar o dia em atividades de campanha. Ela estava acompanhada de um motorista e um segurança e um deles percebeu policiais entrando rapidamente em uma viatura. Imaginando que poderia haver algum conflito na área, o motorista tentou dar ré para ir embora, mas o veículo foi cercado por outras viaturas e os policiais teriam começado a atirar.

O motorista foi atingido por um tiro no braço, enquanto o segurança levou um tiro na perna. A candidata não se machucou pois teria se deitado no banco do carro para se proteger.

A versão da Polícia Militar, porém, é diferente. De acordo com a 1ª Companhia Independente da PM, por volta das 2h os policiais foram chamados através do CIOP (Centro Integrado de Operações Policiais) para atender um morador que estava com medo de ter a casa invadida por uma dupla que estava em atitude suspeita, perto de sua residência, em Carapibus.

Ao sair da base de Jacumã, os policiais identificaram dois homens com armas em punho, ao lado de um carro, quase em frente ao posto policial. Foi pedido reforço e quando as viaturas chegaram, os dois homens entraram rapidamente no carro e saíram em direção à Carapibus, onde foram interceptados, após acompanhamento policial. Com eles, que foram levados para receber atendimento no Trauma de João Pessoa, foram encontradas duas pistolas.

O caso foi levado para a delegacia de Polícia Civil, em Alhandra, e os envolvidos já estão prestando depoimento, inclusive as duas vítimas, que já receberam alta do hospital.

ClickPB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br