qui
31
dez
2020

Porto de Cabedelo

O Porto de Cabedelo movimentou 1.139.141 toneladas de cargas em 2020. O número é 5,25% maior que a movimentação de 2019, mesmo durante um ano de pandemia. Os dados são do setor de Gerência de Operações, da Companhia Docas da Paraíba, divulgados nesta quinta-feira (31).

O mês de novembro apresentou a maior movimentação do ano. No total, 157.200 toneladas de produtos passaram pelo cais durante o mês. O resultado, além de ser o maior do ano, representa um crescimento de 90% em relação ao mês de outubro, quando a movimentação foi de 82.688 toneladas.

"Foi um ano de pandemia onde todos os protocolos mudaram. Durante o período de março houve incertezas e mudanças no planejamento da Companhia. Mas é com muita satisfação que a gente finaliza um ano de dificuldade, com resultado positivo e com crescimento. Além disso, já estamos com perspectiva de começar o ano batendo recorde de movimentação no mês de janeiro, se comparado ao mesmo mês de 2020", destacou a diretora-presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo.

A previsão é que o mês de janeiro ultrapasse as 100 mil toneladas movimentadas, número já superior ao mesmo mês de 2020, quando foram movimentadas cerca de 70 mil toneladas de cargas.

Dos doze meses de 2020, onze tiveram saldo positivo em relação ao ano anterior. “Em maio, no auge da pandemia, mantivemos nosso funcionamento 24 horas e crescemos 32% em relação ao ano anterior”, detalha a presidente.

Várias cargas foram operadas no Porto de Cabedelo durante o ano de 2020, que também marcou a chegada de uma nova operação: a exportação de sal marinho. Dez mil toneladas da carga que chegou até o porto paraibano, após sair do Rio Grande do Norte, foram armazenadas em big bags e exportadas para a Holanda. O produto será usado no local para o derretimento de gelo.

Entre os principais produtos, a Companhia Docas da Paraíba também operou o malte, o petcoke, a gasolina, o diesel, o trigo, a ilmenita e o clinker, que não era operacionalizado pelo Porto de Cabedelo desde 2013.

Para 2021, já está marcada para o dia 14 de janeiro a assinatura dos Termos de Aceitação Provisória das Áreas, com a presença do secretário de Portos e do Consórcio Nordeste. "Com essa parceria, vamos concretizar investimentos superiores a R$ 100 milhões", adiantou Gilmara Temóteo. Além disso, destacou que a meta para 2021 é bater o recorde de 2 milhões de toneladas movimentadas, contando com novas operações que devem iniciar, como a exportação do coque e do açúcar.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br