qua
03
nov
2021

Artesãos paraibanos

Artesãos do Programa do Artesanato da Paraíba (PAP) comemoram a participação deles no 14° Salão do Artesanato. O evento, que teve como tema "Raízes Brasileiras", ocorreu de 27 a 31 de outubro em Brasília, na Arena de Eventos do Pátio Brasil Shopping, marcando a retomada dos artesãos paraibanos em eventos nacionais após a flexibilização das medidas restritivas que tiveram de ser adotadas por conta da pandemia.

O retorno do contato com um público amplo foi para os dez artesãos selecionados por meio do edital de chamamento público do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) mais importante que os negócios gerados, que superaram os R$ 52 mil.

A primeira-dama do Estado e presidente de Honra do PAP, Ana Maria Lins, destacou o ganho em visibilidade dos artesãos paraibanos com o Salão do Artesanato de Brasília. "Este é um segmento que, mesmo em meio à pandemia, não parou de evoluir, com o apoio do Governo do Estado e de diversos parceiros. Então, participar de evento como este é a oportunidade de mostrar a riqueza do artesanato do nosso Estado", disse, ressaltando a importância de eventos anteriores ao de Brasília, como o Festival de Brinquedos Populares e a realização da Feira Junina.

A gestora do PAP, Marielza Rodriguez, também destacou os ganhos dos artesãos com um evento do porte do Salão do Artesanato de Brasília. "É um momento em que não apenas os olhos de outros estados estão voltados para a produção artesanal do nosso estado, mas os olhos de outros países também. O artesanato paraibano tem evoluído, gerando renda e ocupação, fortalecendo as nossas raízes culturais", afirmou.

Rosângela da Rocha, que trabalha com patchwork, foi uma entre os dez artesãos a comemorar a participação no Salão do Artesanato de Brasília. "Claro que as vendas são sempre bem-vindas, principalmente depois de uma pandemia como esta, mas o contato com o público, a troca de experiência com colegas de outros estados é algo igualmente importante", comentou.

Uma das novidades desta edição do evento foi a realização da rodada de negócios, que recebeu lojistas presencialmente e também permitiu a participação de negociação virtual, no modelo de agendamento prévio, com link que foi disponibilizado para inscrições de lojistas e artesãos.

Durante o tempo em que permaneceram em Brasília, os artesãos receberam consultorias das técnicas do PAP Eugénia Barreto, Giogiane Luna e Fátima Almeida.

Patrimônio brasileiro – A diversidade cultural e a expressão criativa dos artesãos brasileiros destacam o país como um importante polo de produção artesanal.

O setor conta com milhares de produtores, uma rede tradicional e informal de comercialização, formas gregárias de produção e produtos criativos repletos de identidade cultural, o que gera uma grande aceitação no mercado nacional e internacional.

Erudito, popular ou folclórico, o artesanato brasileiro passeia por diferentes matérias-primas, técnicas, estilos. 

Mostra internacional – Paralelamente ao 14° Salão do Artesanato de Brasília, os artesãos paraibanos participaram  da Mostra Internacional de Artesanato, que ocorreu no Senado Federal.

Na ocasião, o governador João Azevêdo representou os demais governadores do Nordeste no evento, que teve o objetivo de divulgar a riqueza cultural, a diversidade da gastronomia e o potencial do artesanato dos nove estados da Região.

A programação do ciclo “Internacionalização da Economia Criativa, da Gastronomia e do Turismo como indutores do Desenvolvimento Regional – Região Nordeste” também incluiu audiência pública sobre o potencial turístico do Nordeste na Comissão de Relações Exteriores, uma sessão especial no Plenário do Senado e uma Mostra Gastronômica que apresentará a riqueza culinária dos estados aos convidados especiais no Restaurante do Senac do Senado.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br