seg
08
nov
2021

A programação começa pela cidade de Monteiro (22); em seguida, Princesa Isabel (23).

Foto-de-Arquivo-da-Secom-PB

A Caravana da Rede Cuidar começa no próximo dia 22 de novembro, em 13 cidades paraibanas. Serão atendidas, diariamente, 50 crianças cardiopatas; 40 gestantes; 100 crianças com problemas osteoarticulares (doenças relativas aos ossos e articulações), que passaram pela triagem da Atenção Básica dos municípios e ainda terá demanda livre para crianças com microcefalia ou sequelas neurológicas.

A ação é promovida pela Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Rede Cuidar Paraíba, até o dia 4 de dezembro. A programação começa pela cidade de Monteiro (22); em seguida, Princesa Isabel (23); Itaporanga (24); Cajazeiras (25); Sousa (26); Catolé do Rocha (27); Pombal (28); Patos (29); Picuí (30); Queimadas (1º); Guarabira (2); Mamanguape (3) e Itabaiana (4).

Durante os 13 dias, vai ocorrer a busca ativa de crianças com cardiopatias; com deformidades osteoarticulares; monitoramento de crianças com síndrome congênita do vírus Zika; qualificação da assistência na Atenção Básica com a identificação precoce das gestantes de risco;  avaliação obstétrica às gestantes atendidas; rastreamento para Streptococo do grupo B nas gestantes; qualificação da assistência hospitalar ao neonato de risco; realização de exame clínico bucal para identificação das alterações mais prevalentes; classificação da urgência do tratamento odontológico e encaminhamento para os serviços de saúde locais e/ou de referência do estado.

A Caravana deste ano terá como novidade a ortopedia pediátrica que vai permitir a triagem do pé torto congênito e de deformidades na coluna; avaliação de luxação do quadril; dedos extranumerários (quando a criança nasce com mais de cinco dedos na mão) e sindactilia (quando dois ou mais dedos são unidos).

“Será um novo desafio que foi agregado à Caravana com o mesmo objetivo

das outras linhas de cuidado: identificar o problema e concentrar esforços para iniciar o tratamento precoce com a melhor resolutividade e menor custo para a saúde pública”, explicou o secretário de Estado da Saúde,  Geraldo Medeiros.

A equipe de especialistas envolvida nas várias linhas de cuidado é formada por cardiologistas pediátricos, neonatologistas, obstetras, enfermeiros, odontólogos, assistentes sociais, entre outros. Além dos atendimentos em pontos estratégicos, de cada cidade (colégios, faculdades, etc), será realizado treinamento para os profissionais de saúde locais.

Rede Cuidar

A Rede Cuidar Paraíba é um serviço permanente de Telemedicina, oferecido pelo Governo do Estado, que conta com um pacote de serviços e tecnologias que envolvem a disponibilização de atendimento especializado remoto e/ou presencial; apoio ao transporte seguro, quando necessário; monitoramento e rastreamento de pacientes, na rede de assistência à saúde de média e alta complexidade, da Paraíba, para as especialidades de Perinatologia, Obstetrícia e Cardiopediatria.

Os serviços disponibilizados pela Rede, em todo estado, estão estruturados em cinco eixos: Cardiologia Pediátrica; Neonatologia; Saúde Materna; Enfermagem e Sistemas; Servidores de Telemedicina, Telecomunicações e Estatística, provendo o ambiente tecnológico seguro para a realização da Telemedicina.

E por meio da interação de todos os eixos, em parceria com as Salas do Coração, é que se torna possível a execução da Caravana da Rede Cuidar, que aproxima os profissionais da saúde à população assistida, garantindo serviços considerados essenciais.

As ações deste projeto mobilizam todas as cidades do estado envolvidas na triagem das crianças com cardiopatia, com microcefalia e/ou problemas osteoarticulares que necessitem de intervenção ou de seguimento clínico, além da captação e da ajuda na assistência às gestantes de risco.

“Vamos contar com a participação de voluntários locais, docentes e discentes da saúde, representantes dos eixos de trabalho da Rede Cuidar, além da valiosa colaboração da residência multiprofissional do Complexo Pediátrico Arlinda Marques e das parcerias com os profissionais da Odontologia e da Fisioterapia da UFPB, Faculdade Santa Maria, em Cajazeiras, para a garantia de um dia de mobilização nas cidades de pequeno porte, mas, que são pontos de referência da Rede em cada regional de saúde”, pontuou a coordenadora geral da Rede Cuidar, Juliana Soares.

Secom-PB


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br