sex
22
mar
2019

temer_cunha-Agência Brasil

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ), preso em Curitiba (PR), não escondeu a alegria e deu gargalhada ao saber da prisão de Michel Temer; em colaboração premiada, o empresário José Antunes Sobrinho, ligado à Engevix, falou em acordo sobre "pagamentos indevidos que somam R$ 1,1 milhão, em 2014, solicitados por João Baptista Lima Filho e pelo ministro Moreira Franco, com anuência de Temer".

247 – O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ), preso em Curitiba (PR), não escondeu a alegria e deu gargalhada ao saber da prisão de Michel Temer. A informação foi publicada na coluna de Bela Megale, no jornal O Globo.

Temer foi preso em São Paulo após o juiz Marcelo Bretas, do Rio, expedir mandados. Em colaboração premiada, o empresário José Antunes Sobrinho, ligado à Engevix, falou em acordo sobre "pagamentos indevidos que somam R$ 1,1 milhão, em 2014, solicitados por João Baptista Lima Filho e pelo ministro Moreira Franco, com anuência de Temer"

Os investigadores também acessaram planilhas fornecidas pelos doleiros Vinícius Claret, o Juca Bala, e Claudio Barbosa, o Toni, em que aparecem transferências para Altair Alves Pinto, apontado como operador de Cunha (MDB-RJ). Segundo os doleiros, Altair era "o homem da mala" que repassava dinheiro para ex-parlamentar e para Temer.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br