qua
14
ago
2019

Festa da Mandioca-Princesa Isabel

O Governo do Estado, por meio da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer) vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap) participa, nos dias 20, 21 e 22 de setembro, em Princesa Isabel, da XVII Festa da Mandioca. O evento, organizado pela Associação Comunitária dos Pequenos Produtores de Lagoa de São João, tem apoio da prefeitura local e parceria do Sebrae, do IFPB e CDL. A perspectiva de público, segundo os organizadores é de mais de 10 mil pessoas entre agricultores familiares, mandiocultores, convidados e autoridades do setor agrícola.

O município de Princesa Isabel, localizado na Serra do Teixeira, é uma das regiões de melhor desempenho agrícola do Estado, segundo os extensionistas que atuam na região. Eles garantem que o povoado de Lagoa de São João é um dos maiores produtores de mandioca do Nordeste e produz uma das melhores farinhas do País.

A comunidade abriga uma população de 412 famílias agriculturas que sobrevivem plantando a cultura da mandioca em 220 hectares de terra, que lá mesmo é beneficiada e transformada em farinha, goma e outros derivados do produto, que são vendidos em feiras livres, supermercados e mercearias locais, da região de Teixeira e da divisa com o estado de Pernambuco.

Os organizadores da festa esperam que ela se realize dentro dos princípios que nortearam os demais eventos ali realizados, que contaram com a presença de milhares de pessoas da Paraíba, de estados vizinhos, de autoridades do setor agrícola, de técnicos e de agricultores interessados no cultivo da mandioca, cultura de muito valor econômico para os produtores da região, assistidos em todos os aspectos técnicos de cultivo, desde o preparo do solo à comercialização, segundo o presidente da Empaer e da Asbraer, Nivaldo Magalhães.

De acordo com gerente regional da Empaer de Princesa Isabel, Hermes Maia, são produzidos, semanalmente, 300 sacos de farinha agroecológica, o que corresponde a 15 toneladas e um rendimento superior a R$ 120 mil reais mensais. Ele adiantou que espera um bom retorno financeiro durante os três dias da festa. “Aguardamos uma movimentação em torno de R$ 500 mil, com produtos, derivados, serviços, gastronomia e comércio”, estimou.

Entre os principais objetivos da Festa da Mandioca estão o fortalecimento da cadeia produtiva da cultura, o resgate de culturas tradicionais, a atração e investimento para o setor e outras cadeias produtivas da Serra do Teixeira, a consolidação dos produtos, em especial a farinha, além da oportunidade de negócios, geração de emprego e renda no campo.

13_08_19 Governo do Estado promoverá a XVII Festa da Mandioca (5).jpg

 

13_08_19 Governo do Estado promoverá a XVII Festa da Mandioca (2).jpg

 

13_08_19 Governo do Estado promoverá a XVII Festa da Mandioca (1).jpg

 

13_08_19 Governo do Estado promoverá a XVII Festa da Mandioca (4).jpg

Secom-PB


  Compartilhe por aí: 1 Comentário

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Sergiana Alves Recent comment authors
  Inscreva-se  
novos mais velhos mais votados
Notificar quando
Sergiana Alves
Visitante
Sergiana Alves

Meu lugar quanta saudades



Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br