ter
08
out
2019

Delegado Waldir-Foto da Câmara dos Deputados

"Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo? As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também", disse o líder do PSL da Câmara, Delegado Waldir (GO), rebatendo as declarações de Jair Bolsonaro.

247 – As declarações de Jair Bolsonaro sobre o presidente do seu partido, Luciano Bivar, e sobre a legenda e indicando uma possível saída continuam provocando reações de implosão. O líder do PSL na Câmara, o Delegado Waldir (GO) disse que Bolsonaro não tem moral para atacar lideranças da legenda e cutucou o senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente da República lembrando do "caso Queiroz".

"Como você fala do quintal alheio se o seu quintal está sujo? As candidaturas em Minas Gerais e Pernambuco estão sendo investigadas. Mas o filho do presidente também", lembrou o deputado em entrevista à revista Época nesta terça-feira (8).

O deputado lembrou que, assim como Flávio, Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) também chefia um dos principais diretórios do partido no país e se disse "surpreso" com o que chama de "insegurança" do presidente da República.

"Bolsonaro não está algemado no PSL. Aqui não tem ninguém amarrado. Candidatos majoritários, como o presidente, governadores e senadores, têm liberdade para trocar de partido quando quiserem", completou Waldir.

Brasil 247


  Compartilhe por aí: Comente

Deixe um comentário

avatar
  Inscreva-se  
Notificar quando


Ir para a home do site
© TODOS OS DIREITOS RESERVADOS. É PROIBIDA A REPRODUÇAO PARCIAL OU TOTAL DESTE SITE SEM PRÉVIA AUTORIZAÇAO.
Desenvolvido por HotFix.com.br