“Os homens sábios usam as palavras para os seus próprios cálculos, e raciocinam com elas, mas elas são o dinheiro dos tolos”.

Thomas Hobbes (1588-1679), filósofo inglês, autor de Leviatã

sex
06
dez
2013

Alguém está enganando alguém na política paraibana. Só pode estar. E é fácil concluir que tem gente enganando, basta ler ou ouvir declarações de figuras acima de qualquer suspeita. O deputado Ruy Carneiro, por exemplo, é uma figura acima de qualquer suspeita. Preside o PSDB na Paraíba e tem, por conseguinte, procuração para falar em nome do partido e em nome dos filiados.

Pois Ruy Carneiro acabou de dizer, no programa de Tony Show, que numa escala de 1 a 10 de chances para Cássio sair candidato a governador, ele arrisca o número oito. Ou seja, há 80 por cento de chances para Cássio se lançar candidato ao governo do Estado em 2014.

Vem, então, a pergunta: Ruy estará mentindo? Dificil achar isso. Ruy é deputado federal, presidente dos tucanos e se diz que sim sem que Cássio apareça para dizer que não, então está falando a verdade. Estando falando a verdade, fácil é concluir que alguém está mentindo. E este alguém não é Ruy.

Pelo menos é o que eu acho.

Blog do Tião Lucena


  Compartilhe por aí: 7 Comentários

qui
05
dez
2013

O presidente da África do Sul, Jacob Zuma, informou há pouco, em comunicado pela televisão, a morte do ex-presidente Nelson Mandela, aos 95 anos. Ele sofria de problemas respiratórios e estava recebendo cuidados médicos em casa.

"Esta nação perdeu um grande filho", disse Zuma, segundo a agência de notícias argentina, Telam.

Segundo informações da agência pública de notícias sul-africana, Madiba, como Mandela era conhecido, morreu na companhia de parentes, no início da noite de hoje. Zuma disse que o ex-líder da África do Sul, afetuosamente chamado de Pai da Nação, agora está descansando em paz.  

"Sejamos conscientes dos desejos dele [Mandela] e de sua família. Enquanto nos reunimos, em qualquer parte do país ou do mundo, vamos recordar os valores pelos quais Madiba lutou", disse Zuma.

Mandela foi responsável pelo fim do regime de segregação racial na África do Sul, o apartheid. As bandeiras do país ficarão a meio mastro a partir de amanhã (6). O funeral será com honras de chefe de Estado, informou a Agência Lusa.

Agência Brasil (19h57)


  Compartilhe por aí: Comente

qui
05
dez
2013

IMG_0846

O vereador Givaldo Morais (PC do B) disse, nesta quinta-feira (5), que a oposição em Princesa Isabel está preparada para enfrentar as eleições de 2014 contra o esquema oficial liderado pela aliança Paz, União e Progresso (PSDB-PMDB-PT-PRB).

Segundo o parlamentar comunista, “a voz soberana do povo vai prevalecer nas urnas, e independe do poder político e da força da grana de quem se acha acima do bem e do mal, acima das coisas e das pessoas”.

“Apoiaremos candidatos compromissados com as causas populares e vamos fazer um campanha de nível, sem recursos materiais, mas rica de propostas, com o povo guiando os passos dos nossos líderes Dr. Aloysio Pereira, Ricardo Pereira, Nininha Lucena, Irismar Mangueira, Robson Matuto, dos suplentes. Enfim, de todas as pessoas de bem que querem o bem, que desejam o melhor  para nossa terra sofrida”, afirmou.

Givaldo acrescentou que, “a despeito da ciumeira política dos adversários tucanos e partidos aliados, o PC do B mantém firme seu apoio à reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), cujo governo mudou pra melhor a Paraíba, em todos os sentidos”.


  Compartilhe por aí: 12 Comentários

qui
05
dez
2013

Quando janeiro chegar, começa o velho ano novo da política. De novo, a mesmice, isto é, a velhice chata do ano passado em branco.

E assim eles [os políticos] passam os dias, enquanto o povo fica passado.

Branco total?


  Compartilhe por aí: Comente

qui
05
dez
2013

Com períodos curtos de sol intercalados com períodos de nuvens, esta quinta-feira (5) apresenta possibilidade (5%) reduzida de chuva em Princesa Isabel, Água Branca, Manaíra, São José de Princesa, Juru e Tavares, segundo aponta o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC).

O tempo seco e quente eleva a sensação térmica na maioria dos municípios, com a temperatura máxima prevista de 32°C, e a mínima, de 20°C.

Abaixo, a previsão do Centro para a região Nordeste:

No extremo sul da BA, norte do CE, norte do PI e norte do MA: sol e poucas nuvens. No leste da BA: sol e poucas nuvens. No nordeste da BA e em SE: dia nublado. Nas demais áreas da BA e no extremo sul do PI: nublado com pancadas de chuva localmente fortes. Nas demais áreas do PI e do MA, sul do CE e oeste de PE: pancadas de chuva isoladas a partir da tarde. Em AL, na PB, no RN e demais áreas de PE: sol entre nebulosidade variável. Temperatura estável. Temperatura máxima: 37ºC no norte do MA.


  Compartilhe por aí: Comente

qui
05
dez
2013

senador-vitalzinho1

Em reunião fechada, integrantes da bancada do PMDB protestaram nesta quarta-feira (4) contra  a possibilidade de uma mudança no tamanho dos espaços do partido no governo com  a  reforma ministerial prevista para o início do próximo ano.

O receio dos deputados se deve à negociações feitas em torno do nome do senador Vital do Rego (PMDB), indicado pelos senadores do partido para ocupar uma vaga no Ministério de Integração, que foi desocupado pelo PSB após o governador de Pernambuco e provável candidato à Presidência da República, Eduardo Campos, romper com o governo.

Nos bastidores do Congresso, o comentário é que a cessão do ministério ao PMDB ocorreria somente se houvesse a troca por Turismo ou Agricultura, que em contrapartida iria para outra legenda. “Não vamos aceitar diminuição do espaço da bancada na reforma ministerial. Ninguém da bancada aceita perder espaço do Gastão e do Antônio Andrade”, afirmou Danilo Fortes. Atualmente, a bancada é detentora das indicações dos ministros do Turismo, Gastão Vieira, e da Agricultura, Antônio Andrade. A informação é do jornal ‘O Estado de S.Paulo’.

Blog do Luís Tôrres


  Compartilhe por aí: Comente

qui
05
dez
2013

O Senado aprovou ontem (4), em votação simbólica, a proposta que muda as regras para a concessão da meia-entrada. A matéria regulamenta o benefício para entrada em espetáculos artísticos, culturais, esportivos e de entretenimento em todo país. A matéria segue para sanção da presidenta Dilma Rousseff.

O texto prevê direito à meia-entrada para estudantes, para pessoas com deficiência, pessoas de baixa renda entre 15 e 29 anos. A proposta prevê que 40% dos ingressos devem ser reservados para meia-entrada. A regra não vale para a Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016.

Os idosos ficaram fora da limitação de 40% dos ingressos. Após questionamento em plenário na sessão de ontem sobre expressões que poderiam ser interpretadas como prejudiciais aos direitos dos idosos, o relator da matéria, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), acolheu sugestões e retirou o item do texto.

Os idosos já têm direito a pagar 50% da entrada inteira em eventos e espetáculos, conforme previsão do Estatuto do Idoso. Com isso, o total de ingressos de um espetáculo vendidos pela metade do preço poderá extrapolar a parcela de 40% para atender a todos os idosos interessados no evento.

“A produção cultural simplesmente acabou com a meia-entrada, ficou como ficção. Mas o valor da meia-entrada equivale a uma entrada inteira. Nós tinhamos quase que a totalidade das entradas daqueles beneficiários. Esta lei, então, vem para a garantia de direitos e para a regulamentação e planejamento da produção cultural”, argumentou o senador Vital do Rêgo.

Pelo projeto, além da União Nacional dos Estudantes, poderão emitir as carteiras de estudante a Associação Nacional de Pós-Graduandos, a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas e as entidades estaduais e municipais filiadas a qualquer das três instituições. A carteira continuará a ter validade por um ano.

EBC


  Compartilhe por aí: Comente

qui
05
dez
2013

batinga

O deputado Carlos Batinga (PSC) acusou, nessa quarta-feira (04), o governador Ricardo Coutinho (PSB) de está promovendo um verdadeiro desmonte da gestão pública no Estado. O deputado citou como exemplo do caos administrativo promovido pelo gestor o fechamento de delegacias da Polícia Civil; de Coletorias; e a falta de ações de combate à seca; e o péssimo relacionamento com todas as categorias de servidores.

“O governador depois de fechar as delegacias do interior, fechou 33 na Grande João Pessoa. Na região do Cariri é um absurdo, no final de semana só funciona a delegacia de em Monteiro. Em Caraúbas um agente de investigação vai uma vez por semana na cidade. Então, como se combate a criminalidade deste jeito”, indagou.

Batinga destaca que realidade de Caraúbas mostra que a situação é bem pior do que mostra as estatísticas alarmantes do Estado. “Se as estatísticas mostra um quadro preocupante, a realidade é bem pior, pois em várias cidades só são registrados os crimes mais graves. Um cidadão de Coxixola não vai a Monteiro registrar um BO de uma ocorrência menor”, declarou. 

Coletorias

O deputado criticou o fechamento de 25 coletorias por parte do Governo do Estado no início do mês de agosto. Segundo ele, a mudança tem causado prejuízos enormes para pequenos comerciantes, pois eles não conseguem deslocamento para emitir notas fiscais na hora de realizar vendas, o que prejudica seus negócios.

Abastecimento de Água

Com relação à politica de abastecimento de água do Governo do Estado, o deputado disse que é praticamente inexistente. “A perfuração de poços para atender a população da zona rural é precária, inexistente. Há uma distancia muito grande do Estado com o povo e o estado de calamidade está se ampliando à medida que a seca se intensifica no final do ano”, afirmou.

Relacionamento com servidores

Batinga finalizou dizendo que a falta de relacionamento do chefe do Executivo com todas as categorias de servidores “contribui de forma decisiva para o desmantelamento administrativo verificado na Paraíba”. “Isso afeta a qualidade das prestação de serviços, pois existe um verdadeira guerra entre o governo e servidores, dos professores aos procuradores e dos policiais aos engenheiros”, completou.

Assessoria


  Compartilhe por aí: Comente

qui
05
dez
2013

Três em cada dez brasileiros que vivem em cidades com mais de 15 mil habitantes dizem ter sofrido ao longo da vida algum dos 12 tipos de crimes ou ofensas contemplados na Pesquisa Nacional de Vitimização, divulgada hoje (5) pelo Ministério da Justiça. Além disso, dois em cada dez foram vítimas desses casos pelo menos uma vez nos 12 meses anteriores ao levantamento. Agressões e ameaças são os mais comuns, com 14,3% dos entrevistados tendo sofrido situações do tipo nesse período. Em seguida, aparecem relatos de discriminação (10,7%), furtos de objetos (9,8%) e fraudes (9,2%).

Além desses itens, também compõem o levantamento, feito pela primeira vez no Brasil, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), acidentes de trânsito (4,2%), roubo de objeto (3,6%), furto de carro (1,0%), ofensa sexual (0,8%), furto de moto (0,4%), roubo de carro (0,4%), roubo de moto (0,2%) e sequestro relâmpago (0,1%). Ao todo, foram entrevistadas 78 mil pessoas, em 346 municípios, no período de junho de 2010 a maio de 2011 e de junho de 2012 a outubro de 2012.

A pesquisa destaca que a maior parte das ocorrências relatadas se dá dentro da casa da vítima (38,3%) ou em locais próximos, como a rua onde mora (33,3%), seu bairro (14,9%) ou na garagem de sua residência (11,1%). Em geral, os casos mais comuns no ambiente doméstico são furto de objetos (53,9%), agressões (34,2%) e ofensas sexuais (21,7%). Furto e roubo de automóveis são mais frequentes na rua onde vivem (40,7% e 31,5%, respectivamente). O local de trabalho está mais associado à discriminação (20,5%), à agressão (15,3%) e ao furto de objeto (12,6%). Na maioria dos casos relatados, considerando todos os crimes e ofensas, não há uso de nenhum tipo de arma (72,5%) nem ferimentos (81,6%).

O levantamento traz um recorte específico para os casos de agressão, ofensa sexual e discriminação e revela que, na maioria das vezes, o autor da ofensa era conhecido da vítima, mesmo que de vista. O tipo de ofensa em que isso menos ocorre é na sexual, onde pouco menos da metade dos agressores (49,3%) é um desconhecido. Entre os que sofreram discriminação, destacam-se como agressores pessoas que a vítima conhece de vista (17%), mas também amigos com quem convive no dia a dia (11,1%). Nos casos de agressão e ameaça, os acusados, além de serem conhecidos de vista pela vítima (11,9%), também são, em boa parte, seus vizinhos (10,7%).

A análise regional aponta que o Norte (30,5%) tem a mais elevada taxa de vitimização do país, considerando os 12 meses anteriores à pesquisa. Amapá (46%) e Pará (35,5%) são os estados com os índices mais altos. Por outro lado, o Sul tem o mais baixo (17,2%), sendo Santa Catarina (17%), o Rio Grande do Sul (17,2%) e o Paraná (17,4%) os estados com menores taxas de vitimização nos 12 meses anteriores ao levantamento.

Agência Brasil


  Compartilhe por aí: Comente